Após sofrer impeachment, ex-líder sul-coreana se desculpa e diz que vai cooperar com inquérito de corrupção

mundo
22.03.2017, 00:30:00

Após sofrer impeachment, ex-líder sul-coreana se desculpa e diz que vai cooperar com inquérito de corrupção

Park Geun-hye, 65 anos, foi a primeira presidente sul-coreana eleita democraticamente a ser retirada do cargo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Afastada por um impeachment, a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, 65 anos, pediu desculpas à nação nesta terça-feira (21) ao chegar à sede da Procuradoria para depor como suspeita de um escândalo de corrupção que atormenta o país há meses.

Park tornou-se a primeira presidente sul-coreana eleita democraticamente a ser retirada do cargo quando a Corte Constitucional corroborou neste mês o impeachment decidido pelo Parlamento em dezembro.

Ela foi acusada de se aliar com uma amiga, Choi Soon-sil, para pressionar grandes empresas a doarem para duas fundações que apoiavam suas iniciativas políticas. Park e Choi negaram qualquer má conduta. “Peço desculpas ao povo. Vou cooperar fielmente com o interrogatório”, disse.

Ela não foi acusada, mas pode passar mais de 10 anos na prisão se for condenada por receber propinas de chefes de grandes conglomerados, entre eles o do grupo Samsung, Jay Y. Lee, em troca de favores. Depois de cerca de cinco horas de interrogatório, uma autoridade da Procuradoria disse que Park foi cooperativa, mas não deu mais detalhes.

Empunhando bandeiras, centenas de defensores de Park se reuniram do lado de fora da residência dela no bairro de classe alta de Gangnam, em Seul, quando ela partiu para depor, e mais tarde permaneceram diante da sede da Procuradoria. O interrogatório deve prosseguir noite adentro, e um de seus advogados, Sohn Bum-kyu, disse  que sua cliente decidirá se irá passar da meia-noite.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas