Após tetra do Nordestão, Matheus Bahia mira Sul-Americana: 'É objetivo'

e.c. bahia
11.05.2021, 15:29:00
Atualizado: 11.05.2021, 15:50:32
Matheus Bahia mira a Sul-Americana como próximo objetivo do Bahia (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Após tetra do Nordestão, Matheus Bahia mira Sul-Americana: 'É objetivo'

"A gente comemorou a Copa do Nordeste, foi bom. Mas o trabalho continua", comentou o lateral

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Três dias após o Bahia conquistar a Copa do Nordeste, é hora de virar a chave. Agora, os jogadores passam a focar na Sul-Americana, e miram o duelo contra o Guabirá, na Bolívia. O jogo será na quinta-feira (13), às 19h15, no estádio Gilberto Parada, em Montero.

Nesta terça-feira (11), o elenco se reapresentou e iniciou a preparação para a partida, válida pela 4ª rodada da competição internacional. O Bahia é o segundo colocado do Grupo B, com cinco pontos, atrás apenas do Independiente, com sete. Vale lembrar que apenas o líder de cada chave avança para as oitavas de final.

Segundo o lateral-esquerdo Matheus Bahia, a Sul-Americana está na mira do Bahia, e o grupo irá buscar o título continental.

"Sem dúvidas, a Sul-Americana é um objetivo nosso. A gente comemorou a Copa do Nordeste, foi bom. Mas o trabalho continua, como o professor Dado já falou. Vamos deixar a Copa do Nordeste de lado para dar ênfase à Sul-Americana, que é tão importante. É um título muito importante para o clube", disse o jogador.

"É uma competição que a gente quer muito, que a gente vai buscar muito. A Copa do Nordeste foi importante para dar confiança para o grupo, porque a gente precisava. Passamos por momentos difíceis, no fim da temporada passada. A gente precisava selar a nossa campanha, então acho que é muito importante", continuou.

Revelado na base tricolor, Matheus Bahia vem sendo o titular na lateral esquerda tricolor desde o início da temporada. Segundo ele, o trabalho que vem fazendo desde a paralisação do futebol pela pandemia da covid-19, no ano passado, vem dando frutos até hoje. 

"Sem dúvida, foi trabalho duro. Durante a pandemia, bem lá no começo, abdiquei de muitas coisas. Mesmo de casa, eu treinava todos os dias. Acho que isso foi um papel fundamental para mim. Botei como meta que iria jogar no Bahia. Graças a Deus, deu certo", afirmou.

Confira outros trechos da entrevista de Matheus Bahia

Título da Copa do Nordeste
Sensação é de dever cumprido, de poder deitar a cabeça no travesseiro e saber que dei o melhor, que o grupo deu o melhor. A gente merecia muito. É uma importância tremenda para o grupo, a gente precisava muito desse título. Na minha opinião, não tinha clube que merecia mais do que a gente.

Evolução
Se for pegar o histórico de quando comecei até aqui, a evolução é muito grande. Cheguei mais no terço final, finalizando, dando passe. A cada jogo, a gente vai evoluindo, aprendendo mais. Maturidade cresce. Podem esperar grandes jogos meus.

Importância de Dado Cavalcanti
É um cara que me ajudou muito, me levantou quando eu mais precisei. É um cara que está ajudando todo o grupo, está colado no grupo, levanta o astral de todos. O Bahia precisava de um cara assim, buscaram na hora certa e deu tudo certo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas