Após Wimbledon, temporada inteira do tênis na grama é cancelada

esportes
01.04.2020, 18:33:00
Atualizado: 01.04.2020, 18:33:15
(Foto: Shutterstock/Reprodução)

Após Wimbledon, temporada inteira do tênis na grama é cancelada

O circuito em 2020 não voltará antes do dia 13 de julho

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O anúncio oficial da não realização da edição de 2020 de Wimbledon, a mais tradicional competição de tênis do mundo, nesta quarta-feira (1º) desencadeou uma enxurrada de cancelamentos de torneios em quadras de grama tanto da ATP, a entidade que organiza o circuito masculino, como da WTA, responsável pelo feminino. No total, 12 eventos não acontecerão mais, resultando no fim, sem começar, da temporada neste tipo de piso.

Estão cancelados os torneios da ATP em Hertogenbosch (Holanda), Stuttgart (Alemanha), Queen's (Londres), Halle (Alemanha), Mallorca (Espanha) e Eastbourne (Inglaterra), bem como eventos da WTA em Hertogenbosch, Nottingham (Inglaterra), Birmingham (Inglaterra), Berlim (Alemanha), Eastbourne (Inglaterra) e Bad Homburg (Alemanha). Assim, os circuitos masculino e feminino não voltarão antes do dia 13 de julho.

"A suspensão entra em vigor em todos os níveis do jogo profissional, incluindo os challengers, bem como o circuito ITF. No momento, os torneios que ocorrem a partir de 13 de julho de 2020 ainda planejam prosseguir de acordo com o cronograma publicado", afirmou um comunicado oficial divulgado em conjunto pela ATP e WTA.

"Lamentavelmente, a pandemia nos deixa sem opção a não ser suspender ainda mais o circuito, uma decisão que tomamos em estreita cooperação com nossos membros e os outros órgãos de administração do tênis. Saúde e segurança continuam sendo a principal prioridade. À medida que enfrentamos os desafios futuros nesses tempos sem precedentes, fazemos todo o possível para que o circuito seja retomado o mais breve possível", disse Andrea Gaudenzi, presidente da ATP.

Steve Simon, presidente da WTA, também comentou a decisão. "Não foi fácil, mas permanecemos vigilantes na proteção da saúde e segurança de nossas jogadoras, funcionários e fãs. Enquanto compartilhamos a decepção do adiamento da temporada, nossa prioridade continua sendo apoiar-nos nesse período sem precedentes e trabalhar juntos como um esporte na preparação de nosso retorno ao jogo", afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas