Arábia Saudita suspende por toda vida árbitro escalado para Copa

esportes
16.05.2018, 11:53:34
Atualizado: 16.05.2018, 12:44:51
Árbitro Fahad Al Mirdasi é banido por corrupção (Foto: AFP)

Arábia Saudita suspende por toda vida árbitro escalado para Copa

Ele pediu dinheiro a um dirigente para beneficiar o Al Ittihad

A Federação de Futebol da Arábia Saudita (SAFF, na sigla em inglês) anunciou oficialmente nesta quarta-feira (16) que suspendeu o árbitro Fahad Al Mirdasi pelo resto da vida após o mesmo ter admitido que pediu pelo pagamento de suborno para manipular o resultado de uma partida realizada no seu país, no último final de semana. 

O profissional figura na lista de árbitros escalados para trabalhar na Copa do Mundo de 2018, e a entidade informou que pedirá para a Fifa tornar a punição ao juiz válida em todo o planeta e também exclua o profissional dos trios de arbitragem do Mundial, que começará no dia 14 de junho, justamente em uma partida na qual a seleção saudita enfrentará a anfitriã Rússia, em Moscou.

Por meio de um comunicado, a SAFF informou que Al Mirdasi confessou ter agido de forma ilegal com o objetivo de beneficiar o clube Al Ittihad contra o Al Faisaly na final da Copa do Rei da Arábia Saudita, realizada no final de semana, quando acabou sendo substituído como juiz do confronto algumas horas antes da realização da partida.

O árbitro, 32 anos, solicitou o pagamento de suborno ao presidente do Al Ittihad, Hamad Al-Senai, o abordando por meio de mensagens de WhatsApp. O dirigente não aceitou a proposta do juiz e denunciou a atitude aos dirigentes da SAFF.

Após ter a solicitação do pagamento de suborno denunciada, Al Mirdasi foi detido por autoridades policiais, para as quais acabou confessando a sua tentativa frustrada de receber dinheiro para ajudar o clube Al Ittihad, informou a SAFF por meio de comunicado.

Sem precisar contar com a ajuda irregular da arbitragem dentro de campo, o Al Ittihad venceu o Al Faisaly graças a um gol marcado na prorrogação da decisão realizada no sábado (12), quando o inglês Mark Clattenburg foi escalado como árbitro substituto de Al Mirdasi.

Punido por corrupção, o juiz nascido em Riad, na Arábia Saudita, faz parte do quadro de árbitros da Fifa desde 2011 e trabalhou na Copa das Confederações do ano passado, na Rússia. Ele também esteve presente como árbitro nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Procurada para comentar a situação de Al Mirdasi, a Fifa disse que está solicitando mais informações à SAFF antes de tomar uma decisão em relação ao juiz.