Argentina quer adiar jogos contra o Brasil pelo futebol feminino

esportes
17.11.2020, 14:15:00
Atualizado: 17.11.2020, 14:16:08
Luana, com a camisa 23, disputa a bola em partida contra a Argentina em agosto de 2019 (CBF / Mauro Horita)

Argentina quer adiar jogos contra o Brasil pelo futebol feminino

Partidas aconteceriam em São Paulo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A AFA (Associação do Futebol Argentino, na sigla em espanhol) pediu o adiamento dos amistosos que seriam realizados contra a seleção brasileira feminina em 27 de novembro e 1.º de dezembro. Os confrontos aconteceriam na Neo Química Arena e no estádio do Morumbi, ambos em São Paulo, e agora devem ser remarcados para 2021.

Foi divulgado um comunicado explicativo sobre os motivos que levaram a Argentina a pedir que os duelos ocorressem em nova data. Segundo a federação argentina, a maioria das atletas convocadas pelo técnico Carlos Borrello atuam no futebol europeu, que tem experimentado um crescente número de infecções por covid-19.

Assim, foi decidido que os amistosos serão realizados quando o contexto sanitário permitir a retomada das atividades da seleção A CBF concordou com a decisão e acatou o pedido da rival.

A situação da seleção brasileira não é muito diferente da argentina. Entre as 25 convocadas pela técnica sueca Pia Sundhage, 13 atuam no futebol estrangeiro. Esta seria a última oportunidade da equipe feminina entrar em campo neste ano. Em março, o Brasil participou de um torneio amistoso que envolveu França, Holanda e Canadá. Desde então, houve apenas duas convocações (em setembro e outubro) para períodos de treinamento


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas