Artistas e técnicos das artes lançam Instituto Forte e curso gratuito online

entretenimento
27.07.2021, 10:19:55
Atualizado: 27.07.2021, 10:38:09
(Divulgação)

Artistas e técnicos das artes lançam Instituto Forte e curso gratuito online

Residentes do Forte do Barbalho, profissionais irão disponibilizar 16 vídeos aulas

Artistas e técnicos residentes há anos no Forte do Barbalho decidiram criar o Instituto Forte e lançam entre 2 e 26 de agosto -um ciclo de 16 oficinas de formação sobre práticas e técnicas artísticas. Chamado de "Aulas Forte", o projeto será transmitido gratuitamente no canal do Youtube do instituto.

A programação inclui aulas de artesanato, técnicas de grafite, chapelaria e mobiliário artesanal, miniatura, serralheria e pontos de solda, desenho Cenográfico, iluminação cênica, cenotecnia, serralheria artística, teatro e dança, rebú, desenho técnico e gravatas, medidas e perucas. De acordo com a organização, as aulas pretendem garantir uma aprendizagem que entenda a arte também como meio de produção e sobrevivência.

Com profissionais do próprio instituto (artistas e técnicos de espetáculos cênicos com habilidades específicas), o projeto promete encontros com Maurício Martins figurinista, maquiador e fundador do maior acervo de figurinos do Norte Nordeste  – Ateliê Boca de Cena, Luciano Reis Santos, iluminador e coordenador de equipes de montagem de iluminação e sonorização, especialista em gestão cultural, João Teixeira, artista plástico e cenógrafo com grande experiência em treinamento de equipe para montagem cenográfica, Diógenes Neto, artista plástico, cenógrafo especializado em eventos e em pintura de arte e graffiti, dentre outros profissionais.

Instituto Forte
Fortaleza imperial e militar, o Forte do Barbalho - localizado na Rua Marechal Gabriel Botafogo, no Barbalho, na poligonal do Centro Antigo de Salvador, construído durante o século XVII com o intuito de defender Salvador da invasão holandesa - é também há quase duas décadas um espaço de construção artística que abriga profissionais de criação e execução das artes em distintas linguagens, - cenografia, figurino, maquiagem, iluminação, sonorização, adereçamento, atuação, grafite, dança, canto, serraria, artesanato, diretores teatrais, maquete, entre outros.

Os primeiros a chegarem foram o figurinista Maurício Martins, com o Acervo Boca de Cena em 2007, e cenógrafo e cenotécnico Gringo Freitas com o projeto Bahia Film Commission, do Governo do Estado da Bahia, criado para fomentar a arte cinematográfica e teatral no Forte do Barbalho. Em 14 anos, Maurício Martins conta que o Forte do Barbalho teve muitos gestores e mudanças de conceitos, mas que existe uma "batalha" para se manter no espaço e ter o reconhecimento do setor público e privado como polo de construção artística. "Somos profissionais que respiram arte o tempo todo, mesmo durante a pandemia com todos os distanciamentos.

Ao longo desses anos, por motivos diferentes, outros profissionais e empresas culturais se instalam transformando o Forte do Barbalho em um espaço de construção e também de memória das artes cênicas local. Após anos de ocupação artística, artistas e técnicos se articulam e criam o Instituto Forte (@institutoforte).

Confira a programação do curso:
I Semana
02/08 - (Seg) - Maria das Candeias - Artesanato
03/08 - (Ter) - Diógenes Neto - Grafite
04/08 (Qua) - Luciano Reis - Iluminação Cênica
05/08 (Qui) - Anderson Miranda - Cenotecnia

II Semana
09/08 - (Seg) - Lícia - Chapelaria Artesanal
10/08 - (Ter) - Almiro - Serralheria Artística
11/08 - (Qua) - Maurício Martins - Gravatas, Medidas e Perucas
12/08 - (Qui) - Levi Santis - Desenho Técnico

III Semana
16/08 - (Seg) - Rita - Rebú
17/08 - (Ter) - Léo - Miniatura
18/08 - (Qua) - Alan - Serralheria e Pontos de Solda
19/08 - (Qui) - João Teixeira - Desenho Cenográfico

IV Semana
23/08 - (Seg) - Fábio Viana - Teatro
24/08 - (Ter) - Tatiana - Caderno Artesanal
25/08 - (Qua) - Will - Sombreamento no Grafite
26/08 - (Qui) - Gringo - Mobiliário Artesanal

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas