Atacante do Tottenham, Son aproveita coronavírus para iniciar serviço militar

esportes
20.04.2020, 10:59:58
Atualizado: 20.04.2020, 11:04:36
(Foto: AFP)

Atacante do Tottenham, Son aproveita coronavírus para iniciar serviço militar

Jogador vai servir por três semanas nos fuzileiros navais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O atacante sul-coreano Heung-min Son, do Tottenham, aproveitou que o futebol está parado na Inglaterra por conta do coronavírus para se apresentar em outro campo, o de treinamento Corpo de Fuzileiros Navais da Coreia do Sul para o início de seu serviço básico militar de três semanas.

Na Coreia do Sul, os homens precisam servir pelo período de dois anos, e o alistamento precisa ser concluído até que eles façam 27 anos - idade de Son. Para jogadores de futebol, é possível ganhar a isenção através de uma honraria expressiva para o país, fato que aconteceu para Son em 2018, quando ele conquistou os Jogos Asiáticos. 

No entanto, mesmo com essa prerrogativa, ainda é necessário cumprir um pequeno período de quase um mês de serviço militar. A Coreia do Sul ainda está em guerra declarada com a do República Popular da Coreia, a do Norte, o que motiva a militarização do país. 

Son estava originalmente programado para completar o serviço durante o verão europeu, mas devido a paralisação do futebol por causa do coronavírus, antecipou sua jornada.

Son foi enviado para os fuzileiros navais, o que significa um período de serviço mais curto, de apenas três semanas, em vez de um mês habitual. O Tottenham espera Son de volta à Inglaterra antes do final de maio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas