Atriz Ana Beatriz Nogueira revela que tem esclerose múltipla

entretenimento
04.02.2018, 10:20:00

Atriz Ana Beatriz Nogueira revela que tem esclerose múltipla

"A arte me salva todos os dias. Já me salvava antes, agora, mais ainda", diz atriz global

Super ativa no teatro, no cinema e na TV, a atriz global Ana Beatriz Nogueira sofre há nove anos com a esclerose múltipla. Segundo ela, o problema de saúde tem estado sob controle por conta da arte e da profissão que escolheu há 32 anos. Tornar o fato conhecido só aconteceu depois disso; antes, ela temia o preconceito.

A esclerose múltipla é uma doença autoimune, que não tem cura. No caso da atriz, a doença se manifesta em sua forma branda, o que a permitiu continuar trabalhando. Agora, com a doença sob controle, ela concluiu que poderia ajudar a “combater a ignorância, o maior perigo de todos”. A ideia é abrir um espaço na internet para tratar do assunto. "Não para dar conselhos que só um médico tem autoridade para dar. Será uma troca de experiências”, contou em entrevista à coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Mais ativa do que nunca, em abril, ela estreia uma peça de Miguel Falabella, no Rio, e em breve entra no ar na telinha na nova temporada de Malhação. É uma participação, porque a partir de junho, a atriz começará a preparação para a novela das 21h de Aguinaldo Silva, autor “com quem sempre sonhei trabalhar". "A arte me salva todos os dias. Já me salvava antes, agora, mais ainda", afirma.

O primeiro surto da doença aconteceu em janeiro de 2009, pouco antes de dar vida a Ilana, em Caminho das Índias - uma das personagens mais marcantes de seu currículo. Ela estava em casa, vendo um filme na madrugada, quando sentiu a visão duplicar. "Achei que a legenda da televisão estava ruim. Mas, no dia seguinte, não tinha melhorado e procurei o médico. Ele disse que isso se chama “diplopia” e poderia ter inúmeras causas. Concluiu que era o efeito colateral de um remédio para dormir que eu estava tomando. Me tranquilizou e garantiu que passaria com a suspensão do medicamento", contou. No entanto, dias depois, no lançamento da novela Caminho das Índias, ela teve de ser amparada por Tony Ramos e a mulher dele para subir as escadas. 

Os surtos voltaram a acontecer meses depois, ainda durante a gravação da novela. "Todos os três (e únicos) surtos que tive foram visuais. O último se mostrou o mais angustiante: eu realmente não enxergava nada. Mas, àquela altura, ainda bem, tinha encontrado uma médica que fez o diagnóstico definitivo", contou.

Com o diagnóstico, veio o susto. Ana Beatriz Nogueira conta que achou que era o fim do seu trabalho. "Como atriz, meu corpo é meu instrumento de trabalho, meu tudo, dependo da minha visão, da audição, das funções cognitivas", ressalta. 

Para ela, lidar abertamente com isso foi um processo. "O segredo é pesado. A gente vai digerindo, entendendo e resolvendo os fantasminhas. Minha decisão de falar foi motivada por amigos, por terapia e pelo desejo de tornar essa estrada mais fácil para quem tiver que passar por ela. Não estou doente, tenho uma doença. Gosto de ver a esclerose múltipla como uma característica. Muita gente tem medo de falar, com receio de virar “café com leite” na vida. Mas quem controla a vida?", questiona.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas