Autores de golaços, Jarbas e Ronan analisam final do Baiano

esportes
16.05.2021, 18:51:00
Atualizado: 16.05.2021, 18:51:45
Jogadores de Bahia de Feira e Atlético de Alagoinhas durante primeira final do Baiano, no estádio Carneirão (ARISSON MARINHO / CORREIO)

Autores de golaços, Jarbas e Ronan analisam final do Baiano

Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira empataram em 2x2 no primeiro jogo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Dois golaços foram registrados no empate em 2x2 entre Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira, na tarde deste domingo (16), no estádio Carneirão. O que abriu o placar, anotado por Jarbas para o Tremendão, e o que fechou o marcador, assinado por Ronan, para os donos da casa, no último minuto do primeiro jogo da final do Campeonato Baiano. 

"Fui feliz ali no chute. Não esperava acertar um chute desse, mas a gente treina a semana toda e Deus me abençoou com esse gol. Infelizmente tomamos o gol no final do jogo. É levantar a cabeça, pois temos a semana toda para trabalhar para buscar o objetivo que é ser campeão", afirmou Jarbas, após o apito final. 

O jogador do Tremendão colocou efeito na bola e acertou o ângulo aos 31 minutos do 2º tempo. Companheiro dele de time, Adriano colocou a equipe feirense na frente outra vez nos acréscimos, mas a equipe cedeu novamente o empate, o que fez Jarbas sair de campo cabisbaixo.

"Foi um jogo duro e infelizmente tomamos o gol no último minuto. Futebol tem que estar ligado o tempo todo. Vacilamos ali e tomamos o gol de empate. Agora é buscar ver o que o professor tem pra trabalhar durante a semana, fazer o dever de casa e buscar o título, que é o que mais interessa a gente", projetou o atleta do Bahia de Feira.  

Ronan foi o nome do jogo pelo lado do Atlético de Alagoinhas. Ele empatou o jogo cobrando pênalti e fez o mesmo no último minuto do jogo.

"Eu observo como uma grande partida da equipe. A gente sabe da nossa força aqui e da nossa capacidade. Infelizmente não deu para vencer, mas foi um bom placar pela situação que a gente estava no jogo. Agora é descansar e trabalhar bastante essa semana para que a gente possa fazer um grande jogo lá e, se Deus quiser, sair campeões", afirmou Ronan na saída do gramado. 

O segundo gol marcado por ele no jogo, que determinou o placar de 2x2, foi anotado aos 57 minutos. Ele ganhou da marcação, bateu forte e acertou o ângulo. 

"Fiquei muito triste quando a gente tomou aquele gol ali. Eu sabia que era a última bola do jogo, já tinha tentado dois passes no começo do jogo e não tinha acertado, então falei 'vou arriscar' e graças a Deus estou vivendo um grande momento, uma grande fase e espero continuar nessa fase pra fazer gol lá também pra gente sair campeão", vislumbrou Ronan. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas