Bahia investe R$ 20 milhões no setor audiovisual

entretenimento
03.04.2019, 22:30:00
Atualizado: 03.04.2019, 22:30:26

Bahia investe R$ 20 milhões no setor audiovisual

Os editais serão voltados para pesquisa, memória, animação, produção e desenvolvimento e distribuição de obras baianas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O setor de audiovisual baiano vai receber o maior aporte de recursos feito pela Secretaria de Cultura do estado nesta área. No total, serão 
R$ 20 milhões, com objetivo de fomentar o desenvolvimento, a difusão e a produção do audiovisual local este ano. Os recursos -  R$ 5 milhões do Fundo de Cultura e R$ 15 milhões captados do Fundo Setorial do Audiovisual (ANCINE) - serão distribuídos através de dois editais e geridos pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). 

O primeiro edital, oriundo do Fundo de Cultura, conta com recursos de cerca de R$ 5 milhões e vai selecionar propostas em nove categorias: Projeto de desenvolvimento de roteiro; festivais, mostras e eventos; cineclube; projeto de formação; curta metragem; memória; web; projeto de pesquisa e games.

O segundol, com recursos de R$ 15 milhões captados junto a ANCINE, vai selecionar propostas para concessão de apoio cultural para projetos de produção de obras audiovisuais baianas inéditas, e para projetos de distribuição. O diferencial deste edital está na inserção de critérios que permitirão que as propostas contemplem profissionais negros e indígenas; mulheres; e produtoras do interior, que terão na sua avaliação acréscimos na pontuação final.

“Nós reformulamos este certame para qualificá-lo em relação aos anteriores em três dimensões: dividi-lo em dois atos para facilitar a prestação de contas futuramente, a incorporação de novas categorias e a continuação de outras antes descontinuadas, além da ação afirmativa que democratiza ainda mais o acesso à política pública”, afirma  Renata Dias, diretora geral da Funceb.  

O edital vai selecionar no mínimo 24 projetos em nove categorias: Longa metragem (documentário, ficção, animação); telefilme/ documentário; série de TV (documentário, ficção e animação) e distribuição.

A inscrição das propostas e o envio de documentos obrigatórios, para ambos editais, será realizada pela internet através do Sistema de Informações e Indicadores em Cultura – Clique Fomento (SIIC/Clique Fomento), disponível em www.siic.ba.gov.br até o dia 02 de maio. Os proponentes podem inscrever até três propostas, mas só uma será selecionada.

Mais detalhes podem ser acessados nos sites da SecultBA (www.cultura.ba.gov.br) e pelo site da Funceb (www.fundacaocultural.ba.gov.br).


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas