Bahia visita o Sergipe pelo jogo de ida das quartas de final

e.c. bahia
29.03.2017, 06:29:00

Bahia visita o Sergipe pelo jogo de ida das quartas de final

Tricolor inicia mata-mata da Copa do Nordeste no Batistão, em Aracaju

Nenhuma outra equipe foi melhor do que o Bahia na primeira fase da Copa do Nordeste. O tricolor foi o único a fazer 14 pontos, tendo vencido quatro e empatado duas das seis partidas que disputou na fase de grupos. Foi a ainda o único time que não sofreu gols na competição e, por isso, tem a melhor defesa e o melhor saldo. O ataque marcou 11 gols e só ficou atrás do Sport e do Náutico, que fizeram 12 e 14 gols respectivamente. 

Guto converse com time titular antes do confronto contra o Sergipe (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

No entanto, nada disso mais importa. A única vantagem que detém diante do Sergipe é a de decidir a vaga para as semifinais na Fonte Nova. Nesta quarta-feira (29), às 21h45, no Batistão, em Aracaju, haverá o jogo de ida pelas quartas de final e o técnico Guto Ferreira perdeu um atleta importante de última hora. 

O goleiro Jean, com amigdalite, acabou vetado pelo departamento médico e dará lugar ao reserva Anderson. O lateral-esquerdo Juninho Capixaba, o volante Yuri e o atacante João Paulo também estão fora por lesão. O zagueiro Jackson também não joga, mas está sendo preparado para o duelo de volta, domingo.

Apesar de já ter enfrentado o Sergipe no Batistão esse ano e vencido por 2x0 pela Copa do Brasil, o meia Régis sabe que o Bahia terá que ter muita atenção na partida. “Quando se joga fora de casa, a gente tem que ter atenção. Quando a gente está jogando na casa deles é uma coisa. Mesma coisa quando a gente está jogando em casa. Tem que ter atenção, saber o momento certo de atacar, defender e, quando tiver oportunidade, matar. Se a gente não matar, eles podem chegar lá e surpreender a gente”, dá o recado. 

Para ele, a boa campanha na fase de grupos já ficou para trás e o time tem que dobrar a atenção a partir de agora, no mata-mata. “Jogo de mata-mata, então não pode vacilar. Tem que estar atento nos dois jogos. A gente decide em casa, mas nem por isso tem que chegar lá e tirar o pé. É procurar fazer o resultado positivo lá para matar dentro de casa”, disse Régis, confiante. 

Banco recheado  

Ao todo, 23 jogadores foram relacionados para o jogo, o que quer dizer que 12 atletas estarão à disposição de Guto Ferreira no banco de reservas. Entre eles, estão o lateral-direito Wellington Silva, além dos atacantes Edigar Junio e Maikon Leite, que foram titulares na última partida. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas