Baianinhos ilustram fábula O Ickabog, de J.K.Rowling

entretenimento
10.11.2020, 05:50:00
Desenhos de Luiz Guilherme e Rosa Flor, dois dos 34 ilustradores infantis de O Ickabog (Divulgação)

Baianinhos ilustram fábula O Ickabog, de J.K.Rowling

Novo livro infantojuvenil da autora de Harry Potter ganha lançamento mundial nesta terça-feira (10)

Depois de muita expectativa, será lançado hoje, mundialmente, o livro O Ickabog, novo trabalho  infantojuvenil da inglesa  J.K. Rowling, a autora da saga Harry Potter. E o livro chega com um chega com um gostinho especial para dois pequenos e talentosos baianos: Rosa Flor Moncau Pimentel, de 8 anos, e Luiz Guilherme Crusoé Souza Dourado, 11, que integram o grupo de 34 crianças escolhidas para ilustrar a edição brasileira. 

Os desenhos foram escolhidos através de um concurso. Rosa, Luiz e os outros vencedores receberão um exemplar de O Ickabog com autógrafo de Rowling, além de dois acervos de 20 títulos cada, selecionados pela Editora Rocco – um para si e outro para doar para uma escola ou biblioteca à sua escolha.     

flor

Rosa Flor Moncau, 8 anos, que mora em Arraial D’ Ajuda, teve seu desenho escolhido  (Foto: Divulgação)

A fábula é ambientada em uma terra imaginária, onde um monstro mítico testará a bravura de duas crianças. O reino da Cornucópia já foi o mais feliz do mundo. Tinha muito ouro, um rei com os melhores bigodes, açougueiros, padeiros e queijeiros cujas comidas deliciosas faziam uma pessoa dançar de prazer. 

Tudo parecia perfeito, mas nos pântanos enevoados ao norte, segundo a lenda, vivia o monstruoso Ickabog. Quando esse mito ganha vida própria, lançando uma sombra sobre o reino, duas crianças - os melhores amigos Bert e Daisy - embarcam em uma grande aventura para desvendar a verdade, descobrir onde está o verdadeiro monstro e trazer a esperança e a felicidade de volta para Cornucópia. 

fernando

Luiz Guilherme Crusoé ,11 anos, de Camaçari, também ilusta O Ickabog (Foto: Marília Crusoé/Divulgação)

A autora diz que a ideia do livro surgiu enquanto escrevia Harry Potter. “Tinha intenção de publicá-lo depois de Harry Potter e as Relíquias da Morte. No entanto, após o último livro de Potter, eu queria fazer uma pausa nas publicações, que acabou durando cinco anos. Foi assim que o primeiro rascunho de O Ickabog subiu para o sótão, onde permaneceu por quase uma década. Com o tempo, passei a pensar nele como uma história que pertencia aos meus dois filhos mais novos, porque eu lia para eles à noite quando eram pequenos, o que sempre foi uma lembrança feliz da família”, contou Rowling.

Este é o primeiro livro infantojuvenil da autora, depois do sucesso Harry Potter.  Em maio passado, ela disponibilizou os capítulos  em diversas línguas na internet e com acesso gratuito para ajudar a entreter crianças, pais e cuidadores confinados em casa durante o isolamento social provocado pelo novo coronavírus.  

o ikbong

Editora Rocco

 288 páginas

R$ 69,90.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas