Baianos buscam patrocínio para ir a Mundial de karatê na Itália

esportes
17.11.2017, 11:56:00
Equipe baiana pede ajuda financeira para disputar o Mundial na Itália (Divulgação )

Baianos buscam patrocínio para ir a Mundial de karatê na Itália

Campeã brasileira em setembro, equipe tem dificuldade para custear a viagem

Dez atletas baianos vão representar o Brasil durante o Mundial de Karatê em Montecatini, na Itália. A competição será realizada entre os dias 2 e 3 de dezembro, mas alguns atletas ainda correm contra o tempo para conseguir custear a viagem.

Campeões brasileiros na modalidade Kata em setembro, os caratecas Jamerson Duarte, Dalisson Conceição e Allan Araújo são alguns dos 11 baianos que estão em busca de patrocinadores para bancar os custos.

Eles estimam que os gastos totais para viabilizar a participação no evento seriam na ordem de R$ 8 mil por atleta, mas faltando apenas duas semanas para o início do torneio, o trio conseguiu bancar apenas as passagens para a Itália. "Precisávamos da passagem para confirmar as nossas vagas lá. Mas ainda precisamos de dinheiro para gastos com estadia e alimentação. Estamos fazendo rifas de bens pessoais, como celulares, pedindo ao comércio para nos ajudar, mas até o momento ainda estamos sem patrocínio", explica Jamerson, capitão da equipe.

Em situação semelhante está o carateca Thiago Moura, 16 anos. Campeão brasileiro neste ano e pan-americano em 2016, ele foi convocado para as modalidades Kata e Kumite na categoria juvenil. “Eu ainda não comprei nada, estou arrecadando dinheiro. Recorrendo a todo mundo do colégio: coordenação, professores, amigos que eu tenho aqui... amigos fora também, amigos de minha mãe, de meu pai", enumera. Essa mobilização coletiva, segundo Thiago, rendeu entre R$ 2 mil e R$ 3 mil dos R$ 8 mil necessários.

Sem ajuda financeira da Confederação Brasileira de Karatê-Do Tradicional (CBKT), a prática de recorrer a amigos e familiares é comum na modalidade. "A gente não quer deixar de ir, mas são muitas dificuldades. Se não fossem os amigos e parentes...", comenta Rodrigo Delayti, mais um do time baiano.

Joana Andrade, 22 anos, recorreu a um site de vaquinha online (clique aqui para acessar), através do qual espera arrecadar R$ 5 mil até a próxima segunda-feira (20). A meta virtual, no entanto, está distante: até as 11h30 desta sexta (17), o total de doações era de R$ 100.

Thiago, Jamerson e Rodrigo deixam contatos disponíveis para interessados em ajudar: 71 98154-0992 (Thiago) / 71 98537-8560 (Jamerson) / 71 99672-4037 (Rodrigo). No link da vaquinha online, Joana coloca à disposição os dados da conta bancária.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas