Ballet Rosana Abubakir fecha as portas após 40 anos

entretenimento
20.05.2021, 10:43:24
(Divulgação)

Ballet Rosana Abubakir fecha as portas após 40 anos

Cenário de incerteza causado pela pandemia contribuiu para a decisão

A famosa escola de Ballet Rosa Abubakir vai fechar as portas após 40 anos de funcionamento. A decisão já vinha sendo pensada, mas foi amadurecida por causa da incerteza da pandemia. 

“Nesse momento tão incerto para todos, seria um grande risco e desafio, que não estou mais disposta a encarar nessa etapa da minha vida. Seria expor nossas(os) alunas(os) a um risco iminente por conta da pandemia, e também porque a dança não pode ser limitada! A dança é intensa, é a maior expressão do corpo, da alma e da mente. É liberdade!”, diz Rosana, sócia do ballet.

Segundo ela, a decisão vinha sendo adiada pensando no futuro dos alunos. “Eu não queria interromper os sonhos dos alunos e alunas e nem de suas famílias”. Mas o sonho não era só das alunas: era, principalmente, da própria Rosana. “Desde menina, tinha o sonho de dançar e de expandir esse sonho para outras pessoas. Sempre gostei muito de dançar e, fui muito incentivada por minha irmã Marília que também dançava, e foi quem me criou desde cedo, ainda criança, quando perdi meus pais.”

Trajetória
Depois de estudar dança na Inglaterra, Rosana voltou decidida a abrir sua própria escola. Assim nasceu a Ebarte – Escola Bahiana e Ballet e Arte, que funcionou por três anos no Jardim dos Namorados, na Pituba. Diante da demanda, sempre determinada, tomou coragem para dar um passo bem maior: construir uma escola de balé com todos os requisitos básicos para a prática da dança. 

Ao longo de quase 40 anos, Rosana se firmou no cenário artístico e cultural da Bahia, com um calendário extenso com diversas apresentações, como: Festivais Anuais, sendo este o ponto alto da escola. Com temas e histórias criados pela própria Rosana, além dos balés de repertório, exclusivamente para suas alunas. Com o requinte no figurino rico e variado, criado por sua irmã Marília; Noite de Gala: trazendo vários convidados especiais, bailarinos consagrados nacional e internacionalmente, como: Fernando Bujones, Maximiliano Guerra, Carlos Acosta,  considerados maiores bailarinos do mundo, para dançar com o Corpo de Baile da sua escola, além dos bailarinos  Anita Magyari, Karina Olmedo, Tiekka Schofield, Ana Botafogo, Cecília Kerche, Marcelo Misaillidis, todos, principais de companhias nacionais e internacionais, e também o Ballet Clássico de Havana.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas