Baú do Marrom: eu e Saulo pelo mundo com pizza, guardanapo e Messi

entretenimento
22.08.2020, 06:02:00
Atualizado: 27.08.2020, 02:39:07
(Foto: Acervo Pessoal)

Baú do Marrom: eu e Saulo pelo mundo com pizza, guardanapo e Messi

As histórias engraçadas ao lado de Saulo e Banda Eva na Europa e EUA

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Desde que fazia parte da Banda Eva como vocalista, sempre tive uma boa relação com o cantor, compositor Saulo Fernandes. Atualmente, ele assina artisticamente apenas como Saulo. Além disso, viajei bastante com a banda e tivemos momentos muito engraçados. Além dele, os componentes da banda como o backing vocal Renan Ribeiro (que conheço há muito tempo, através de seu irmão também cantor Ricardo Duarte), Ênio Taquari e Toreba eram muito animados nas andanças pelo mundo.

Em tempos de pandemia com Saulo acompanhado da mulher e os filhos nos EUA, curtindo essas prolongadas e forçadas férias por causa do coronavírus. Saudosista que sou me veio esses dias a lembrança de nossos encontros. Até porque toda hora um fã me manda mensagem por e-mail ou WhatsApp querendo notícias do artista. Ao contrário de outros astros do axé, ele ainda não fez nenhuma live. 

Além das coberturas nos carnavais fora de época como Fortal, Carnatal e Folianópolis, fizemos juntos muitas viagens para os Estados Unidos e Europa. A primeira foi em 2003 para a inauguração do Estádio do Porto em Portugal conhecido como Estádio do Dragão. Além da Banda Eva, houve um jogo que entrou para a história quando o FC Porto venceu por 2 X 0 o Barcelona que estreava um argentino de 16 anos que se tornaria um dos jogadores mais famosos do mundo: Lionel Messi. 

Saulo fez a festa no Brazilian Day de New York 2008 (Divulgação)

Mas, uma das viagens mais marcantes foi em 2008 para a cobertura do Brazilian Day em New York. No dia 31 de agosto uma multidão se reuniu na Rua 47, também conhecida como Little Brazil  para prestigiar o evento organizado pelo empresário e produtor João de Matos e a Rede Globo com apresentação de André Marques e participação dos cantores Lulu Santos, Jorge Benjor, Elza Soares que cantou o Hino Nacional, e da Banda Eva com Saulo que encerrou a festa com direito a cantar os grandes sucessos e voltar para um bis. Também estava presente o apresentador do Altas Horas Serginho Groisman. O evento teve ainda as participações especiais dos atores Lázaro Ramos, Nívea Stelmann, Flávia Alessandra e Alinne Moraes.

 Veja:

 

No dia seguinte, de volta para o Brasil, encontrei com a Banda Eva no aeroporto JF Keneddy, em New York. Enquanto aguardava o vôo, eu e Saulo resolvemos comer uma pizza. Com muita fome nos sentamos no primeiro local que encontramos e que vendia o mais tradicional quitute italiano. Fizemos o pedido e quando as fatias chegaram caímos matando. Aí veio a parte engraçada.

Queríamos usar um guardanapo. Fizemos um sinal, a garçonete veio nos atender. Mas cadê que a gente lembrava como se pedia guardanapo em inglês. Pensam que a gente perdeu o rebolado? Nem pensar. Com minha cara de pau tasquei com meu inglês tacanho: “Please give me a piece of paper” ´[Me dê um pedaço de papel, por favor - em tradução livre]. A garçonete nem pestanejou: Do you want a napkin? [ Você quer um guardanapo, em tradução livre].  E tascou em nossa mesa os guardanapos. A gente caiu na risada. E desde então eu e acredito que Saulo também, nunca mais esquecemos como falar guardanapo na língua de Shakeaspeare.

Dois anos depois, em 2010, já formado em inglês e estudando em Londres, recebi um e-mail da produção da Banda Eva me convidando para um giro europeu passando entre outros países por Portugal e Itália. Foram dias agradáveis com direito a viagem de ônibus e shows muitos concorridos. E muito apronte dos músicos comigo. Eles pegaram no meu pé o tempo inteiro e fizeram até música para mim num vacilo que dei quando acordei assustado durante o percurso ente Lisboa e Milão. Mas pelo menos já dominando melhor a língua inglesa não passamos por aperto quando tivemos que nos virar no inglês.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas