Bayern derrota Al Ahly e enfrenta o Tigres na final do Mundial

esportes
08.02.2021, 17:15:00
Atualizado: 08.02.2021, 18:06:23
Lewandowski comemora com Kimmich durante a vitória do Bayern (Foto: Fifa/Divulgação)

Bayern derrota Al Ahly e enfrenta o Tigres na final do Mundial

Lewandowski marcou os dois gols da vitória do time alemão; Clube do Egito enfrenta Palmeiras para definir 3º lugar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Bayern de Munique confirmou seu favoritismo na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. O time alemão bateu o Al Ahly, do Egito, por 2x0 nesta segunda-feira (8), no Catar, e garantiu a vaga na decisão. O polonês Robert Lewandowski, atual melhor jogador do mundo, marcou os dois gols do jogo.

O clube volta a entrar em campo na próxima quinta-feira (11), às 15h, quando enfrentará o Tigres na final da competição, no estádio Education City. A equipe mexicana avançou após derrotar o Palmeiras por 1x0 no domingo (7). O Verdão, por sua vez, pegará o Al Ahly na disputa pelo terceiro lugar. A partida também será na quinta, às 12h.

O Bayern buscará o tetracampeonato mundial, além de um feito inédito: seis títulos em seis torneios disputados na mesma temporada - em 2020, a equipe ganhou o Alemão, a Copa da Alemanha, da Liga dos Campeões da Uefa e das Supercopas da Alemanha e da Uefa. Já o Tigres tentará um título nunca conquistado por um clube mexicano e da Concacaf.

O time bávaro mostrou amplo domínio no primeiro tempo. Com o controle da posse de bola, abriu o placar aos 17 minutos, quando Coman chutou cruzado e a bola achou Gnabry na área. Ele ajeitou para Lewandowski, que bateu no meio do gol.

Mesmo com a vantagem no placar, o Bayern não diminuiu o ritmo. Dali até o fim da etapa, os alemães não pararam de atacar, chegando bem perto de ampliar com Roca, Gnabry, Lewandowski e Davies.

No segundo tempo, com apenas um gol atrás no marcador, o Al Ahly começou a esboçar uma reação. Os egípcios tentaram impor intensidade e apareceram com mais frequência no setor ofensivo, principalmente nos contra-ataques. 

Aos poucos, o Bayern retomou o controle da partida, principalmente após as entradas de Sané e Musiala, promovidas pelo técnico Hansi Flick. Foi com a ajuda da dupla que a equipe chegou ao segundo gol: Sané recebeu de Tolisso na direita e cruzou na medida para Lewandowski. Livre na pequena área, o polonês botou a bola no fundo da rede e confirmou a vaga na final.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas