Bela Gil relembra infância na Bahia: ‘muita muriçoca’

entretenimento
27.01.2020, 05:55:00
(Foto: Reprodução Instagram)

Bela Gil relembra infância na Bahia: ‘muita muriçoca’

Apresentadora revela como se livrar dos 'bichinhos bem pequeninos, porém aterrorizantes'

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quando era pequena, a chef e apresentadora de televisão Bela Gil conta que se mudou com a família para uma casa “muito linda no bairro do Horto Florestal”, em Salvador. Acontece que após a mudança, a família passou “anos e anos sendo devoradas pelas muriçocas que apareciam às 18h e ficavam a noite toda picando a gente”, ri Bela, filha de Gilberto Gil.

“Era muita muriçoca, e tentávamos nos proteger de todos os jeitos, porém sem muito sucesso.  E um dos motivos de termos nos mudado para um apartamento na Vitória foram as muriçocas. Bichinhos bem pequeninos, porém aterrorizantes, Hahaha!”, gargalha Bela, em entrevista ao CORREIO, concedida por e-mail.

Há menos de duas semanas, a atual moradora do Rio de Janeiro postou uma receita de repelente natural em seu Instagram, à base de citronela. A primeira vez que teve a ideia de fabricar seu próprio produto surgiu durante a gravidez de Nino, hoje com 3 anos, na época em que estava gravando na região serrana do Rio, onde havia muitos casos de Zika.

A maior vantagem dos produtos caseiros, em sua opinião, é ter autonomia sobre o que consome. “Desde quando mudei a minha alimentação ainda na adolescência, comecei a rever certas práticas em outras áreas da vida. E aos poucos mudei não só o que comia, como o que passava na pele e os produtos de limpeza da casa”, conta. “Fiz o repelente para usar durante as gravações do meu programa, e realmente funcionaram bem para mim”, aprova Bela.

Receita de repelente caseiro 

POR  Bela Gil

Ingredientes  
 250ml de álcool de cereais 
- ¼ xícara de cravo 
- 100ml de óleo de amêndoa (pode ser coco, azeite ou andiroba)
- 30 gotas de óleo essencial de citronela

Modo de Preparo 
1. Junte o álcool de cereais e o cravo num pote de vidro transparente com tampa.
2. Deixe no sol (no parapeito da janela ou do lado de fora, se possível) durante 5 dias.
3. Quando o álcool de cereais já estiver impregnado da especiaria e bem escuro, coe usando uma peneira fina e misture o óleo vegetal e o óleo essencial.
4. Junte o álcool de cereais e o óleo vegetal em uma garrafa grande e misture bem, chacoalhando a garrafa.
5. Agite antes do uso e aplique no corpo, especialmente nas canelas e nos pés, nos braços, na nuca e no colo ou onde não estiver coberto por roupas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas