Bellintani admite interesse em Allione, mas diz: 'muito difícil'

e.c. bahia
19.01.2018, 11:40:00
Allione não será utilizado no Palmeiras (Cesar Greco / Ag. Palmeiras)

Bellintani admite interesse em Allione, mas diz: 'muito difícil'

Argentino não foi inscrito no Campeonato Paulista e está disponível para transferência

Allione não fez uma temporada regular no ano passado, mas o golaço que marcou em um Ba-Vi e as boas atuações, principalmente na reta final da Série A, fizeram o argentino cair nas graças de parte da torcida do Bahia. Sem ser inscrito pelo Palmeiras no Campeonato Paulista, o jogador está livre para buscar outro clube e o Esquadrão admite o interesse em contratá-lo novamente.

“Allione é um jogador que passou muito bem por aqui, deixou carinho grande da torcida, gosta de morar em Salvador, levou a camisa do Bahia acho que tatuada pra sempre para ele, uma marca que deixou na carreira dele. É um jogador que nos interessaria muito a volta”, admite o presidente Guilherme Bellintani em entrevista ao CORREIO. 

No entanto, o dirigente também alegou dificuldade para contratar o argentino, muito por causa da concorrência e da necessidade de um investimento em definitivo, o que é a preferência do Palmeiras e do empresário do atleta.

“Acho muito difícil na circunstância atual pelo que temos observado, sobretudo pelo investimento. Não diria que não há como, mas pelo que tenho observado, da necessidade de investimento no atleta, é alto para o Bahia. Acho que ele vale, mas não adianta ele valer, tem que estar ao nosso alcance”, pondera Bellintani. 

Em contato com o CORREIO, o empresário de Allione, Tomás Budelli, disse que vem ao Brasil no sábado (20) para apresentar ao meia as propostas que tem. Segundo ele, o Bahia fez uma consulta.

O Racing, da Argentina, chegou a demonstrar interesse no atleta, mas acabou de contratar o atacante Centurión por US$ 4 milhões (R$ 12,8 milhões), transação mais cara da história do clube.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas