Biogeografia na Tela: Live discute a globalização do coronavírus

coronavírus
17.09.2020, 19:40:00
Atualizado: 17.09.2020, 19:42:30

Biogeografia na Tela: Live discute a globalização do coronavírus

Geógrafo e professor de geografia Luciano de Almeida Lopes recebe convidadas nesta sexta-feira (18), às 16h

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O geógrafo e professor de geografia Luciano de Almeida Lopes, que é também geógrafo e sócio da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e sócio efetivo do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), recebe nesta sexta-feira (18), às 16h, as professoras doutoras Karine Bueno Vargas e Sarah Lawall, ambas docentes de Biogeografia no Curso de Geografia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Sarah Lawall e Karine Bueno Vargas participam de live
(Foto: Acervo pessoal)

O bate-papo, que será transmitivo ao vivo no canal do YouTube CiênciArte, faz parte da série de lives Biogeografia na Tela, batizada de A Biogeografia dos Vírus.

Na ocaisão, as pesquisadoras apresentarão o resultado de um artigo, publicado neste ano, intitulado "Reflexões Biogeográficas acerca da origem, hipóteses, dispersão e distribuição dos Sars-CoV-2 (Corona Vírus)".

Mesmo sendo uma ciência que estuda a distribuição dos seres vivos, são raros os estudos que vinculam a Biogeografia com a dinâmica de difusão destes microrganismos. "Nossa fala será baseada em um artigo que produzimos no primeiro semestre, resultado das discussões do grupo de estudos de Biogeografia e dinâmicas da paisagem da UFRRJ. Trouxemos a discussão da globalização do vírus. Sim, é puramente geográfico, baseado na união de vários autores", resume Karine.

A live poderá ser assistida através do link abaixo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas