Bolsonaro diz que quer "começar bem o ano", sem falar com a imprensa

brasil
01.01.2020, 12:44:59
Atualizado: 01.01.2020, 12:47:50

Bolsonaro diz que quer "começar bem o ano", sem falar com a imprensa

Presidente saiu para cumprimentar brevemente o público em frente à residência presidencial

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta manhã do primeiro dia do ano que deseja "começar bem" 2020, sem falar com a imprensa. O chefe do Executivo não parou para falar com jornalistas quando saiu do Palácio da Alvorada para cumprimentar o público, e quando foi chamado pela imprensa respondeu: "Eu quero começar bem o ano".

Usando uma camiseta do Futebol Clube Cascavel de número 17, Bolsonaro saiu para cumprimentar brevemente o público em frente à residência presidencial. Não há previsão de agenda oficial de Bolsonaro para os próximos dias.

Bolsonaro passou a virada para 2020 no Palácio da Alvorada acompanhado da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da filha do casal, Laura, de 9 anos. Pelas redes sociais, o chefe do Executivo desejou "que o Brasil possa continuar seguindo o caminho da prosperidade e que este seja um ano tão vitorioso para o povo brasileiro quanto foi 2019".

Em outra publicação na internet, acompanhada de um vídeo com imagens do presidente ao longo do ano, Bolsonaro escreveu: "Pode até demorar, mas com o povo venceremos a todos os obstáculos".

A princípio, o presidente passaria o réveillon em Salvador (BA), na Base Naval de Aratu, onde desembarcou no dia 27 de dezembro acompanhado da filha, mas antecipou o retorno para terça-feira, 31. A primeira-dama não o acompanhou na viagem, pois segundo o presidente, passaria por uma cirurgia. O Planalto não esclareceu o motivo da volta antecipada.

Após seu retorno para a capital federal, na manhã de terça, 31, o presidente assinou medida provisória (MP) para reajustar o salário mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. O Orçamento de 2020, aprovado no último dia 17 pelo Congresso Nacional, previa o valor de R$ 1.031.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas