Boxe: Adriana Araújo vence argentina e conquista cinturão latino

esportes
13.08.2019, 11:03:00
Atualizado: 13.08.2019, 11:03:30
Adriana Araújo recebe o cinturão latino de boxe (Mario Palhares / B4Y)

Boxe: Adriana Araújo vence argentina e conquista cinturão latino

"Agora eu quero o mundo", afirma a pugilista baiana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A pugilista baiana Adriana Araújo conquistou o título latino do Conselho Mundial de Boxe na categoria super-leves (até 63,5 Kg) ao vencer a argentina Yamila Abellaneda na sexta edição do Boxing For You, disputada na noite de domingo (11), em São Paulo.

Ela ganhou por decisão unânime dos árbitros, após dez rounds. O cinturão foi entregue por Éder Jofre, ídolo do boxe nacional.

Adriana esquiva do soco dado pela argentina Yamila Abellaneda (Foto: Mario Palhares / B4Y)

O resultado também coloca Adriana na fila para disputar em breve o cinturão mundial da categoria. Ela tem agora quatro vitórias em quatro lutas na carreira profissional, após deixar o boxe olímpico depois da Olimpíada do Rio-2016. Em Londres-2012, tornou-se a primeira e até agora única mulher brasileira a ganhar uma medalha olímpica na modalidade.

''Agora eu quero o mundo, com fé em Deus vou conquistar o cinturão para o Brasil. Vim preparada pra ela, era uma argentina dura. Já sabia o que vinha pela frente'', afirmou Adriana Araújo.

Em outro combate da noite, o também baiano Robenilson de Jesus – outro que trocou o boxe olímpico pela carreira profissional – venceu o chileno Robinson Laviñanza por pontos.

Foi a terceira vitória de Robenilson em três lutas. Ele disputou as Olimpíadas de Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas