Brahma anuncia rompimento com página 'Bahia Mil Grau' após injúria contra Luiz Henrique

esportes
17.02.2022, 20:27:00
Torcedor acusado de cometer injúria foi identificado pelo Bahia (Foto: Reprodução)

Brahma anuncia rompimento com página 'Bahia Mil Grau' após injúria contra Luiz Henrique

Vídeo foi filmado e publicado por membro da página 'Bahia Mil Grau', que desligou o administrador responsável

Patrocinadora do Bahia, a Brahma anunciou rompimento de contrato com a 'Bahia Mil Grau', página que filmou e veiculou o vídeo em que um torcedor cometeu injúria racial contra o lateral Luiz Henrique, do próprio Bahia, no jogo contra o CSA que aconteceu na última quarta (16), na Fonte Nova.

CONHEÇA O CORREIO AFRO

"Patrocinadora do Bahia, a Brahma informa que suspendeu o contrato com a página Bahia Mil Grau, responsável pela divulgação do lamentável vídeo, e proibiu este perfil de mencionar a sua marca futuramente", escreveu a Brahma em comunicado.

Os envolvidos no vídeo, tanto a pessoa que filmou e ria enquanto um outro homem ofendia Luiz Henrique, foram identificados pelo Bahia. No vídeo, que foi publicado nas redes sociais da página 'Bahia Mil Grau', o torcedor aparece fazendo piadas com o cabelo do jogador no momento em que os atletas estão no aquecimento. Logo após a divulgação, muitos torcedores condenaram a atitude. Os dois acusados do crime foram identificados.

"Que cabelo feio da desgraça. É você mesmo, que cabelo feio. Corta esse cabelo direito", diz o torcedor em direção a Luiz Henrique, que tem o cabelo black power.

Através da assessoria, o Bahia disse que vai conversar com Luiz Henrique para saber se o atleta deseja registrar ocorrência e seguir com o processo na esfera criminal. Ainda de acordo com o tricolor, até o momento nem clube nem jogador foram procurados pelo torcedor. 

Em nota depois do jogo, o Bahia informou que pediu à Arena Fonte imagens da partida para ajudar na identificação do acusado. Além disso, o clube iria checar na lista de torcedores aptos para a partida, já que apenas sócios do clube tiveram acesso às arquibancadas - o público foi de 1.349. 

Além da possibilidade na esfera criminal, o torcedor vai ser investigado pelo Conselho Deliberativo do Bahia. Ele vai ser denunciado ao Conselho de Ética por proferir injúrias. A punição para o caso vai desde advertência até a exclusão do quadro de sócios do clube. O Esquadrão vai convidar os dois envolvidos para uma imersão socioeducativa sobre racismo estrutural dentro do projeto Dedo Na Ferida, lançado pelo Bahia em novembro de 2019.

A página Bahia Mil Grau, responsável por divulgar o conteúdo, emitiu nota lamentando o episódio. O perfil afirmou que o administrador responsável pela publicação será desligado.

Até mesmo o Vitória deixou a rivalidade de lado para prestar apoio ao jogador tricolor. Em nota divulgada nas redes sociais, o rubro-negro lamentou o episódio. 

"O Esporte Clube Vitória se solidariza com o atleta Luiz Henrique e com o Esporte Clube Bahia, e faz questão de afirmar seu posicionamento repudiando esse triste caso de racismo em nossa sociedade. O preconceito dói, machuca e limita. Somos baianos, donos da população mais negra fora da África, e jamais aceitaremos calados a injúria contra a cor do nosso povo!", escreveu o Leão.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas