Brasil começa com vitória no vôlei de praia masculino, mas perde no handebol 

esportes
23.07.2021, 23:18:45
(Divulgação/Ana Patrícia/Inovafoto/CBV)

Brasil começa com vitória no vôlei de praia masculino, mas perde no handebol 

Brasil ainda teve noite - e manhã em Tóquio - de derrota na esgrima, no feminino

O primeiro dia oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio teve vitórias esperadas e derrotas doídas. Brasil e Noruega abriram, na noite desta sexta-feira (manhã de sábado no Japão), a programação do handebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, e o dia não foi bom para os brasileiros. 
 
A partida foi no ginásio do estádio nacional de Yoyogi, em Tóquio. Os noruegueses venceram o Brasil por 27 a 24, pela primeira rodada do grupo A.
 
A Noruega, que não participa no masculino de uma edição das Olimpíadas desde 1972, tem a geração atual considerada a melhor da história do país, com prata nos dois últimos Campeonatos Mundiais.
 
O Brasil volta a jogar na noite de domingo (manhã de segunda-feira em Tóquio), às 21h (horário de Brasília), contra a França, que é dona de seis títulos mundiais e esteve nas últimas três finais olímpicas (ouro em Pequim 2008 e Londres 2012; prata na Rio 2016).
 
Alison e Álvaro vencem argentinos
 
Se a vitória não veio no handebol, veio nas areias de Tóquio. O Brasil estreou da melhor maneira possível no vôlei de praia, modalidade que já garantiu 13 medalhas olímpicas para o País. Com jogo sério, bons bloqueios e saques fortes, Alison e Álvaro Filho confirmaram o favoritismo e fizeram 2 sets a 0 sobre a dupla argentina formada por Azaad e Capogrosso, com parciais de 21/16 e 21/17, sob forte calor e sensação térmica de 40 graus na quadra em Tóquio.

Em uma chave dura, com duplas da Holanda e dos Estados Unidos pela frente, era importante aos brasileiros confirmarem o favoritismo diante dos argentinos. E eles não decepcionaram, vencendo em sets diretos e sempre tendo o jogo sob controle.

Em busca da terceira final olímpica da carreira, Alison foi gigante nos bloqueios, parando por vezes os argentinos, que endureceram a parte inicial dos sets. As duplas conseguiram trocar pontos até 10 a 10 na primeira parcial, quando os brasileiros abriram vantagem. Na segunda rodada, os brasileiros encaram os americanos Lucena/Dalhausser. O duelo será na terça-feira à 00h (12h no Japão).
 
Ex-campeã mundial dá adeus

Uma das grandes esperanças do Brasil para conquistar medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a esgrimista Nathalie Moellhausen, atual campeã do mundo, acabou eliminada em sua primeira luta na espada individual no golden point, a prorrogação da modalidade, por 10 a 9.

Depois de protagonizar uma grande luta contra a italiana Rosella Fiamingo, atual vice-campeã olímpica, e conseguir empatar após estar o tempo todo em desvantagem, a brasileira levou a disputa para o ponto do desempate. Acabou sendo tocada e deu adeus ao sonho olímpico com 10 a 9.

Campeã mundial e quarta colocada no ranking, a brasileira deu azar no sorteio, caindo logo de cara contra uma adversária forte e acostumada a disputar títulos.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas