Brasil tem maior chance de ganhar a Copa do Mundo de Futebol, apontam analistas esportivos

estúdio correio
01.07.2022, 16:00:00
(Unsplash)

Brasil tem maior chance de ganhar a Copa do Mundo de Futebol, apontam analistas esportivos

A seleção brasileira também é dona da melhor campanha da história das eliminatórias, um dos fatores positivos que credenciam a equipe a conseguir o hexa

Entre os dias 21 de novembro e 18 de dezembro, os amantes do futebol e de seus respectivos países acompanharão um dos maiores eventos esportivos do planeta: a Copa do Mundo do Catar. Equipes de vários continentes lutarão para levantar a taça de campeão, e o Brasil aparece como um dos favoritos no comando do treinador Tite.

De acordo com analistas e profissionais do esporte, o Brasil tem a maior chance de ganhar a Copa do Mundo de Futebol. A equipe de craques preparados para o desafio e a segurança de ter no comando o mesmo técnico desde a Copa de 2018, algo que não acontecia antes no futebol brasileiro, são fatores considerados determinantes.

Para os analistas esportivos, quando uma seleção troca de técnico cada vez que a equipe perde uma copa ou qualquer outra competição, cria-se um ambiente de insegurança mesmo mantendo em seu quadro os melhores jogadores.

Isso não acontece mais com a seleção verde amarela, pois os torcedores conhecem o estilo do treinador Tite e seu histórico na última edição da Copa do Mundo. A seleção brasileira também é dona da melhor campanha da história das eliminatórias, um dos fatores positivos que credenciam a equipe a conseguir o hexa.

Muito além de Neymar

Ninguém nega que Neymar é uma das grandes apostas para ajudar o Brasil a ganhar a Copa do Mundo do Catar, mas existem outros jogadores que também serão decisivos para a vitória brasileira, e muitos desses nomes serão divulgados somente próximo da competição. Entretanto, entre os mais bem cotados aparecem Paquetá, Alisson, Vinicius Jr., Raphinha, Daniel Alves, Bruno Guimarães, Thiago Silva e Richarlison.

Esses jogadores mostram que estão preparados para a disputa, segundo alguns comentaristas esportivos. Alisson, por exemplo, é o principal goleiro da seleção brasileira desde 2018. Por outro lado, é difícil deixar de perceber o crescimento de outros goleiros como Ederson e Weverton, que podem chamar a atenção de Tite para uma possível escalação.

Em relação aos atacantes, Neymar, Vinicius Jr. e Raphinha aparecem como favoritos para ajudar o Brasil a aumentar as chances de ganhar a Copa do Mundo. Em relação aos meias, o nome de Philippe Coutinho é o primeiro que vem à mente do torcedor, e possivelmente, na de Tite também. Além dele, Lucas Paquetá é outra grande possibilidade e se destacou como titular em dez jogos das eliminatórias.


A zaga brasileira também é um dos fatores que apontam o Brasil com a maior chance de ganhar o Mundial. Thiago Silva é o favorito quando se fala em zagueiro destaque da seleção, mas os jogadores Marquinhos e Éder Militão também surgem como alternativa para o treinador Tite.

Os volantes Casemiro e Fred são outros que apresentam grandes chances de serem convocados por Tite para a competição que começa em novembro. Além deles, aparecem como alternativas os nomes de Bruno Guimarães e Gerson. E, em relação aos laterais, Daniel Alves é de longe o preferido da torcida brasileira, que vê no craque do Barcelona um reforço importante para fortalecer as chances de o Brasil vencer a disputa no Catar e ganhar o hexa.

Além de Daniel Alves, os jogadores Alex Sandro, da Juventus, e Guilherme Arana, do Atlético Mineiro, aparecem como opções para a escalação de Tite. Eles vêm ganhando destaque em seus clubes nos últimos meses e, com isso, aumentando cada vez mais as chances de serem chamados para defender a seleção brasileira na competição.

O grupo do Brasil na Copa

O Brasil está no Grupo G da Copa do Mundo e sua estreia será no dia 24 de novembro, quando enfrentará a seleção da Sérvia. No dia 28, jogará com a Suíça, e dia 2 de dezembro entra em campo contra a equipe de Camarões.

Das seleções do Grupo, o Brasil é considerado o melhor, mas os analistas esportivos sugerem cautela, pois subestimar os adversários, mesmo que aparentemente fracos, não é uma boa ideia. Isso pode gerar um excesso de confiança e abrir brechas para que a outra equipe consiga algum tipo de vantagem em campo.

O mundo de olho no Catar

A Copa do Mundo do Catar promete movimentar uma das maiores coberturas da história do futebol mundial. As partidas serão transmitidas pelas maiores emissoras de televisão e rádio, além da cobertura de mídias digitais como o canal do evento no YouTube e páginas nas principais redes sociais.

No Brasil, a cobertura principal será mais uma vez da Rede Globo na TV aberta, mas outras emissoras poderão negociar a transmissão de alguns jogos com a empresa. Os sites de apostas também estarão atentos à movimentação da Copa e sempre auxiliando os usuários que estarão motivados a apostar no Brasil e em outras seleções com chances de vencer.

Este conteúdo não reflete, nem total e nem parcialmente, a opinião do Jornal Correio e é de inteira responsabilidade do autor.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas