Brasil terá três representantes nas finais dos 100m livres do Pan

esportes
06.08.2019, 18:35:00
Atualizado: 06.08.2019, 18:35:25
Vitória Rosa disputou cabeça a cabeça pelo segundo melhor tempo das semifinais nos 100m livres (Foto: Wagner Carmo/Panamerica Press)

Brasil terá três representantes nas finais dos 100m livres do Pan

No feminino, Vitória Rosa se classificou com o terceiro melhor tempo; entre os homens, Paulo André e Rodrigo Nascimento fizeram os melhores tempos das semifinais

Três representantes do Brasil avançaram para a final do atletismo nos 100 metros livre do Pan de Lima nesta terça-feira (6). Na semifinal feminina, Vitória Rosa fez o terceiro melhor tempo e avançou para a final que acontece na próxima quarta (7) às 17h30. Vitória correu bem próxima da jamaicana Elaine Thompson, dona do segundo melhor tempo, mas acabou com o terceiro lugar. A melhor corredora na semifinal foi Michele-Lee Ahye, de Trinidad e Tobago.

No mesmo dia, às 18h50, no horário local, a dupla formada por Paulo André e Rodrigo Nascimento disputa medalhas na final masculina. Os dois fizeram os melhores tempos das semis.

Rodrigo Nascimento concluiu a semifinal com 10s27, melhor tempo do dia, e saiu satisfeito da pista na capital peruana. O catarinense é o atual campeão mundial no revezamento 4x100m e é dono do título sul-americano dos 100m. A coincidência é que esse último título foi conquistado justamente em Lima, onde acontecem os Jogos Pan-Americanos.

Rodrigo Nascimento (à esquerda) fez o melhor tempo das semifinais (Foto: Luis Robayo/AFP)

Antes da largada na semifinal, Rodrigo Nascimento cortou o dedo, mas declarou que nem percebeu na hora e só se deu conta na hora de correr. Ele deixou a dor um pouco de lado e esperou completar a prova para fazer um curativo. Àquela altura, já estava garantido na final.

Outro classificado, Paulo André fez o melhor tempo de sua série, com 10s29, e ficou com o segundo melhor desempenho geral. Contudo, não gostou de seu desempenho na pista. Logo após se garantir na final, o brasileiro afirmou que não estava feliz e não sabia o que aconteceu, mas que já passou e o foco agora é na decisão, que pode ter dobradinha para o Brasil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas