Brasil termina Gay Games com 24 medalhas conquistadas

esportes
13.08.2018, 11:55:32
Ana 'Animal' Garcez sobe no lugar mais alto do pódio (Reprodução/Instagram)

Brasil termina Gay Games com 24 medalhas conquistadas

Delegação brasileira fez história na competição LGBT encerrada em Paris no domingo (12)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A delegação brasileira fez uma campanha histórica nos Gay Games, jogos para atletas LGBT, que foi encerrado no domingo (12), em Paris, após oito dias de disputas. Foram cerca de 500 provas em 36 esportes, com 91 países representados e mais de 15 mil atletas. O Brasil conquistou 24 medalhas, sendo nove de ouro, 11 de prata e quatro de bronze, com seus 58 atletas, muito mais que na edição de 2014, em Cleveland, na qual apenas 15 brasileiros competiram.

Um dos destaques foi a corredora Ana 'Animal' Garcez, ouro nos 5.000km, 10.000km e na meia maratona, esta última conquistado no domingo (12). Ex-moradora de rua, ela encontrou no esporte a motivação para deixar as drogas. “Eu nunca imaginei que estaria nesse Gay Games, para mim foi novidade. Não sou gay, mas sou simpatizante e todo mundo é ser humano, isso é o que importa nessa competição”, declarou Ana ao site RFI.

Já Jerry da Costa conquistou, ao todo, sete medalhas em diversas provas do atletismo: uma de ouro, cinco de prata e uma de bronze, contribundo com quase um terço das medalhas brasileiras. O Brasil ainda subiu ao pódio no vôlei (nas categorias A e B), no futebol, na maratona, entre outros. A próxima edição do Gay Games acontece em 2022, em Hong Kong. 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas