Brasil vence o Peru no Maracanã e conquista sua 9ª Copa América

esportes
07.07.2019, 18:57:00
Atualizado: 07.07.2019, 19:24:34
Everton Cebolinha e Gabriel Jesus marcaram os gols que garantiram o título da Copa América para o Brasil (Foto: Felipe Moreno / MoWA Press)

Brasil vence o Peru no Maracanã e conquista sua 9ª Copa América

Everton e Gabriel Jesus marcaram os gols do triunfo do Brasil por 3x1

Há 100 anos, um time formado por atletas semiamadores começou a mudar os rumos do futebol brasileiro e escrever uma história de conquistas. De lá para cá muita coisa mudou, entre elas o branco da camisa, substituído pelo amarelo. Mas na tarde deste domingo (7), a história voltou a ser repetida.

O triunfo sobre o Peru por 3x1, deu ao Brasil o seu nono título da Copa América e tirou um peso de 12 anos sem conquistas continentais. Se naquele 29 de maio de 1919, Arthur Friendereich foi o herói brasileiro, ontem, no Maracanã, Everton, Gabriel Jesus e Richarlison foram os responsáveis por colocar o Brasil no posto mais alto do continente Sul-Americano.  

A conquista marcou ainda o primeiro título do técnico Tite no comando da Seleção Brasileira.

Mas quem achou que a conquista brasileira foi fácil, está completamente enganado. Os primeiros minutos da partida tiveram elementos típicos de uma decisão: pressão do Peru, jogo truncado no meio-campo e muitas faltas.

Como em toda a Copa América, a defesa brasileira estava ligada e conseguia parar as tentativas de contra-ataque peruana. O resto do time parecia meio lento e tinha dificuldade para conectar as jogadas. Na primeira vez em que conseguiu chegar à área do Peru, o gol saiu.

A jogada começou aos 14 minutos com Daniel Alves. O lateral achou Gabriel Jesus, que passou por Trauco e cruzou rasteiro para Everton empurrar para as redes. O tento deixou o Cebolinha como artilheiro isolado da Copa América. 

O Peru sentiu o gol e diminuiu a intensidade que tentou imprimir nos primeiros minutos. O segundo gol brasileiro quase saiu em nova bola cruzada na área que Coutinho mandou para o gol e a bola passou perto da trave de Gallese.

O Brasil seguiu criando as melhores jogadas na partida. O cruzamento de Alex Sandro encontrou Firmino. O camisa 20 tentou de cabeça, mas a bola cobriu a meta peruana. A coisa só ficou ruim para a Seleção aos 40 minutos.

Na tabela entre Cueva e Flores, a bola bateu no braço de Thiago Silva dentro da área. O árbitro marcou pênalti. Aí foi a vez do VAR entrar em ação. O chileno Roberto Tobar foi revisar o lance na tela, mas manteve a decisão e, três minutos depois, Guerrero bateu no canto esquerdo de Alisson, empatou para o Peru e vazou a defesa brasileira pela primeira nesta edição da Copa América.  

Minoria no estádio, os peruanos foram à loucura com o gol, mas nem deu muito tempo para comemorar. Antes do fim do primeiro tempo, Arthur deu belo passe para Gabriel Jesus na entrada da área. O atacante dominou e chutou rasteiro, colocando o Brasil em vantagem outra vez.

O campeão voltou
O segundo tempo começou um pouco mais movimentado do que o primeiro. Em desvantagem, o Peru se lançou ao ataque. O time peruano tentava levar perigo nas jogadas rápidas com Carrillo. Do outro lado, Coutinho desperdiçou a chance de deixar a vantagem brasileira mais elástica. Primeiro em chute cruzado que passou perto, e depois em boa jogada individua em que foi travado na hora de finalizar.

Aos 24 minutos, o Brasil passou a ficar com um jogador a menos. Gabriel Jesus fez falta em Zambrano, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. O camisa 9 deixou o campo irritado e quase derrubou o monitor do VAR.

Com um a mais, o Peru criou chances de perigo. Alisson defendeu o chute de Trauco. Já a bomba de Flores passou tirando tinta da trave.

A agonia brasileira foi finalizada aos aos 44 minutos do segundo tempo. Depois de roubar a bola, Everton foi derrubado na área. Pênalti bastante contestado, que Richarlison cobrou, fez 3x1 para o Brasil e garantiu o título da Copa América para a Seleção Brasileira. 

Na arquibancada do Maracanã, a torcida passou a gritar forte. Depois de 12 anos, o campeão voltou! 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/historia-em-realidade-virtual-e-contada-em-exposicao-interativa-no-gregorio-de-mattos/
Idealizado pelo cantor baiano Nikima, Auss e Auss XP segue em cartaz até maio
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/barbeiragem-ferry-bate-em-atracadouro-e-assusta-passageiros-veja-video/
Operadora do sistema atribuiu dificuldade em manobra a condições de vento e maré; ninguém se feriu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ensaio-inedito-de-joao-gilberto-e-descoberto-por-pesquisador/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baiana-premiada-pela-onu-lanca-campanha-para-levar-agua-potavel-para-a-africa/
Anna Luísa Beserra Santos criou uma tecnologia social capaz de oferecer tratamento de água seguro e barato
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/seis-anos-depois-denny-volta-aos-palcos-do-festival-de-verao/
Em entrevista ao CORREIO, artista fala sobre o Carnaval e sobre a expectativa de voltar ao evento: ele vai mudar verso de música em homagem ao FV20
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ex-vocalista-do-angra-edu-falaschi-faz-dueto-com-cantor-da-calcinha-preta-em-show/
Daniel Diau participou de show em Recife cantando Bleeding Heart/Agora Estou Sofrendo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ouca-festival-do-olodum-consagra-musica-de-sandoval-melodia-para-o-carnaval-2020/
Canção intitulada Lendárias do Tempo reverencia figuras femininas que marcaram a história
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/de-arrepiar-jovens-percursionistas-fazem-apresentacao-no-centro-historico/
Dança, moda e artes plásticas também fazem parte do Coisas do Sim, do Projeto Axé
Ler Mais