Brasileira atingida por bolada de Cristiano Ronaldo já tretou com o craque

esportes
15.09.2021, 15:48:00
Atualizado: 15.09.2021, 15:48:41
Marisa Nobile ganhou camisa de Cristiano Ronaldo (Reprodução)

Brasileira atingida por bolada de Cristiano Ronaldo já tretou com o craque

Marisa Nobile fez as pazes com CR7 e ganhou até camisa dele: 'Sou Ronaldete'

A brasileira Marisa Nobile viveu um dia inesquecível na terça-feira (14). Antes do jogo entre Young Boys e Manchester United, na Suíça, pela Liga dos Campeões, ela foi alvo de uma bolada de Cristiano Ronaldo e caiu no chão. Logo após o 'nocaute', foi socorrida pelo craque, e ganhou de presente uma camisa dele.

O encontro, porém, não foi o primeiro entre os dois. Em 2014, o Real Madrid, que ainda tinha o português no elenco, foi jogar contra o Basel, também na Suíça. Marisa estava lá, mais uma vez como uma das stewards (funcionários que atuam na segurança de estádios), e teve uma discussão com CR7.

"O jogo acabou e ele continuou treinando no campo. Nós (os seguranças) estávamos muito cansados e ele não ia embora. Eu fui reclamar, nem sabia quem era, juro. Falei: 'Moço, estamos cansados, vocês precisam ir embora'. Ele ficou bravo e me xingou, ai eu xinguei também", disse Marisa, em entrevista ao UOL Esporte.

"Foi bem mal educado, falou palavrão e me mandou ir para aquele lugar e eu: 'Vai você, seu mal-educado. Você, como jogador, tinha que ser um gentleman. Aqui na Suíça, cada um vai pro seu carro ou para o ônibus e deixa o estádio depois do jogo'", completou.

Quase seis anos depois, Cristiano Ronaldo voltou a jogar em um jogo que teria Marisa como steward. Antes da partida, ela publicou nas redes sociais que gostaria de tirar uma foto com o português e se desculpar pelo ocorrido. No fim, a situação se inverteu.

Marisa estava posicionada atrás do gol onde o elenco do United aquecia, no Stade de Suisse, em Berna. Eis que veio a bolada, e a segurança desmaiou. Acordou cerca de 30 segundos depois, e tomou um susto com o craque.

"Ele estava segurando a minha mão, fazendo carinho no meu rosto, perguntando: “Você está bem, você está bem?”", lembrou, ao site ge. Em seguida, ela lembrou de se desculpar pelo ocorrido em 2014. Foi quando soube que ganharia um presente do jogador.

"Não foi vingança, não! Não vá pensar que foi vingança (...) Ele disse: 'Se você é mesmo é mesmo minha fã, eu vou te dar minha camiseta, autografar e te dar depois do jogo'. Eu falei: 'Suada?' Ele falou: 'Suada!'", comentou ao ge.

CR7 cumpriu a promessa e Marisa saiu do estádio com a camisa usada por ele.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas