Brasileiros avançam às oitavas de final em Jeffreys Bay

esportes
13.07.2019, 18:40:09
Atualizado: 13.07.2019, 19:10:33
(Foto: Pierre Tostee/WSL)

Brasileiros avançam às oitavas de final em Jeffreys Bay

Medina, Toledo e Italo Ferreira estão entre os surfistas que passaram para a fase seguinte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Seis brasileiros avançaram às oitavas de final na etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe. Neste sábado (13), Gabriel Medina, Filipe Toledo, Deivid Silva, Willian Cardoso, Peterson Crisanto e Italo Ferreira tiveram as melhores notas em seus duelos e seguiram na competição - que terá próxima chamada na manhã deste domingo (14).

Pela terceira bateria, Medina superou o americano Griffin Colapinto com facilidade, somando 15 pontos cravados, contra 10 do rival. 

Na sequência, vieram Yago Dora e Ryan Callinan - com o curitibano chegando bem perto da vitória. Mas, nos minutos finais, o australiano conseguiu nota 7,43 e chegou aos 13,10, contra 11,33 do brasileiro. Ryan, agora, encarará Medina, bicampeão mundial.

Adriano de Souza, o Mineirinho, também deu adeus ao título na África do Sul ao perder para Kolohe Andino. O americano, aliás, vai enfrentar nas oitavas o paulista Deivid Silva, que derrubou Jeremy Flores por 13,43 a 11,70.

A bateria 5 das oitavas terá encontro de brasileiros: Filipe Toledo e Willian Cardoso. O primeiro se classificou ao aplicar 14,77 contra os 10,40 obtidos por Michael February, enquanto o catarinense levou a melhor sobre Michael Rodrigues por 14,03 a 12,10. Outro surfista nacional que passou foi Peterson Crisanto, com 13,50 a 11,66 de Seth Moniz.

A próxima fase terá ainda um contronto duro: Italo Ferreira contra Kelly Slater. O brasileiro passou tranquilamente para as oitavas, batendo o australiano Jack Freestone por 15,16 a 9,70 - e com direito a 8,23 na última onda. 

Baterias da terceira rodada masculina: 

Bateria 1: Jordy Smith (AFS) 15,67 x 10,74 Soli Bailey (AUS)
Bateria 2: Owen Wright (AUS) 11,40 x 11.27 Joan Duru (FRA)
Bateria 3: Gabriel Medina (BRA) 15,00 x 10,00 Griffin Colapinto (EUA)
Bateria 4: Ryan Callinan (AUS) 13,10 x 11,33 Yago Dora (BRA)
Bateria 5: Kolohe Andino (EUA) 12,33 x 9,80 Adriano de Souza (BRA)
Bateria 6: Jeremy Flores (FRA) 11,70 x 13,43 Deivid Silva (BRA)
Bateria 7: Julian Wilson (AUS) 10,56 x 11,60 Ezekiel Lau (HAV)
Bateria 8: Conner Coffin (EUA) 10,86 x 14,74 Adrian Buchan (AUS)
Bateria 9: Filipe Toledo (BRA) 14,77 x 10,40 Michael February (AFS)
Bateria 10: Michael Rodrigues (BRA) 12,10 x 14,03 Willian Cardoso (BRA)
Bateria 11: Wade Carmichael (AUS) 11,50 x 14,94 Sebastian Zietz (HAV)
Bateria 12: Michel Bourez (FRA) 13,60 x 12,83 Ricardo Christie (AUS) 
Bateria 13: Kanoa Igarashi (JAP) 17,53 x 13,50 Frederico Morais (POR)
Bateria 14: Seth Moniz (HAV) 11,66 x 13,50 Peterson Crisanto (BRA)
Bateria 15: Kelly Slater (EUA) 13,57 x 11,90 Caio Ibelli (BRA) 
Bateria 16: Ítalo Ferreira (BRA) 15,16 x 9,70 Jack Freestone (AUS)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas