Capa da Vogue, Adele diz que novo álbum fala sobre seu divórcio

entretenimento
07.10.2021, 15:40:00
Atualizado: 07.10.2021, 15:51:42
Adele na Vogue americana (Foto: Alasdair McLellan)

Capa da Vogue, Adele diz que novo álbum fala sobre seu divórcio

Na primeira entrevista em cinco anos, ela revela que o disco 30 é resultado de um período de "autorredenção"; veja fotos

Uma das artistas femininas de maior sucesso do século 21, a cantora Adele faz história ao estrelar duas capas de Vogue simultaneamente. A cantora é estrela das edições americana e britânica que estarão disponíveis a partir desta sexta (8). Em sua primeira entrevista em cinco anos, o ícone britânico falou sobre músicas novas, imagem corporal, romance, divórcio, maternidade e seu álbum de "autorredenção".

Adele é muito conhecida por escrever músicas sobre questões pessoais:

“Eu tenho que realmente escrever sobre mim agora. Então, no lugar de ficar tipo, ‘seu maldito’, eu falo sobre mim“.

Ela detalhe o tema do novo álbum:

“Eu sinto que este álbum é de autodestruição. Depois autorreflexão e, em seguida, uma espécie de autorredenção. Mas me sinto pronta. Eu realmente quero que as pessoas ouçam meu lado da história desta vez”.

O repórter responsável pela entrevista disse que Adele tocou uma das músicas novas e ele descreveu. Trata-se Easy On Me, o primeiro single. “Os versos relembram sua infância conturbada, seu casamento perdido e as lições aprendidas e desaprendidas sobre família, amor e abandono ao longo do caminho. Não tenho certeza se ela já teve uma voz melhor“, contou o jornalista.

Adele na Vogue britânica
Adele na Vogue britânica (Steven Meisel/divulgação)
Adele na Vogue britânica
Adele na Vogue britânica (Steven Meisel/divulgação)
Adele na Vogue britânica
Adele na Vogue britânica (Steven Meisel/divulgação)
Adele na Vogue americana
Adele na Vogue americana (Alasdair McLellan/divulgação)
Adele na Vogue americana
Adele na Vogue americana (Alasdair McLellan/divulgação)
Adele na Vogue americana
Adele na Vogue americana (Alasdair McLellan/divulgação)

Segundo Adele, o álbum foi escrito para o seu filho, Angelo, que tem muitos questionamento sobre o fim do casamento dos pais. “Meu filho tem muitas perguntas. Perguntas realmente boas, perguntas realmente inocentes, para as quais eu simplesmente não tenho uma resposta“, disse.

“Eu apenas senti que queria explicar a ele, por meio deste álbum, quando ele estiver na casa dos vinte ou trinta anos, quem eu fui e por que escolhi voluntariamente desmantelar toda a sua vida em busca da minha própria felicidade. Isso o deixava muito infeliz às vezes. E essa é uma ferida real para mim que não sei se algum dia serei capaz de curar“.

O álbum significa o resultado de um longo período de auto-reflexão. “Não é como se alguém estivesse me atacando”, disse ela, “mas é como se eu tivesse deixado o casamento. Seja gentil comigo também. Foi a primeira música que escrevi para o álbum e eu não escrevi mais nada por seis meses depois porque eu estava tipo, ‘OK, bem, eu já disse tudo’ ”, diz ela.

O álbum não é exatamente sobre divórcio. “Achei que fosse sobre o meu divórcio, mas meio que não. Bem…”, ela se corrige, “Essa música obviamente é“, contou. No entanto, o repórter conta que ouviu quatro músicas e todas pareciam sobre divórcio.

Em uma das músicas, ela lista todas as falhas masculinas. Preguiça, emoções opacas, distanciamento, enquanto implora ao seu marido que lhe dê um pouco mais de respeito. Ela explica:

“O refrão é como… Prestando contas” ela acena alegremente. “Você pode imaginar casais ouvindo isso no carro? Seria tão estranho. Eu acho que muitas mulheres vão ficar tipo, ‘Eu quero terminar’“, soltou.

“Essa é obviamente sobre coisas que aconteceram, mas eu queria colocar no álbum para mostrar a Angelo como eu espero que ele trate seu parceiro, seja uma mulher ou um homem ou o que seja. Depois de passar pelo divórcio, minhas necessidades são altíssimas”, relatou.

Adele relembra como foi o final de seu casamento:

 “Simplesmente não era pra ser… Simplesmente não era mais certo para mim. Eu não queria acabar como muitas outras pessoas que conhecia. Eu teria estado miserável se não tivesse me colocado em primeiro lugar. Mas, sim, nada de ruim aconteceu ou algo parecido. ”

Adele diz que sofreu de ansiedade nessa época: “Minha ansiedade era tão terrível, eu esqueceria o que disse ou não disse a Angelo sobre a separação.” Seu terapeuta na época sugeriu que ela gravasse notas de voz de suas conversas para que ela não acordasse com medo de manhã, se perguntando o que ela havia dito a ele (um trecho de um aparecerá em uma faixa do álbum dedicada a ele). “Obviamente Simon e eu nunca brigamos por ele ou algo assim,” ela diz. “Angelo diz: ‘Eu não entendo’.”

“Existem regras que são feitas na sociedade sobre o que acontece e não acontece no casamento e depois do casamento, mas eu sou uma pessoa muito complexa. Sempre digo a ele como me sinto desde muito jovem, porque me senti bastante esgotada como uma adulta ”.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas