Carlos Henrique Schroder deixará a Globo; Ricardo Waddington vai substituir

entretenimento
19.11.2020, 16:23:46
Atualizado: 19.11.2020, 16:33:27
(Fotos: GShow)

Carlos Henrique Schroder deixará a Globo; Ricardo Waddington vai substituir

É a segunda mudança importante no comando da emissora nesta semana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Grupo Globo anunciou nesta quinta-feira (19) que Ricardo Waddington será o novo diretor de Entretenimento da TV Globo. Ele ocupará a vaga deixada por Carlos Henrique Schroder, que era diretor-geral da emissora carioca e acumulava o cargo de diretor-executivo de Criação e Produção de Conteúdo. Schroder deixa a casa no ano que vem, após 35 anos. 

Em menos de uma semana, essa é a segunda mudança na diretoria da rede. As informações são do site NaTelinha, do Uol.

Em nota, a Globo explicou que Schroder informou aos acionistas em 2017 que continuaria no cargo somente até o final de 2020. Porém, por conta do processo de reestruturação do conglomerado – intitulado de Uma Só Globo –, ele concordou em continuar até o meio do ano que vem.

Considerado o nome favorito para assumir a direção de dramaturgia, Waddington foi confirmado como o chefão do Entretenimento da empresa. Ele passará a ocupar a nova função a partir do dia 1º de dezembro, recebendo o auxílio de Carlos, enquanto o ciclo de reestruturação seja finalizado.

A outra mudança na diretoria da Globo importante feita essa semana foi anunciada na segunda (16), quando o baiano Sergio Valente deixou o cargo de diretor da Central Globo de Comunicação e foi substituído por Manuel Falcão, então diretor de marketing da Globosat.

Uma Só Globo
A promoção para Waddington ocorre no mesmo período da unificação de todas as plataformas de mídia da empresa, intitulada de Uma Só Globo. A ação começou em 2018 e tem como objetivo unir um único CNPJ a TV Globo, Globosat, Globo.com e DGCORP (Diretoria de Gestão Corporativa).

Segundo o Na Telinha, por causa disso, a emissora tem feito diversos cortes em seus setores. Nos últimos meses, ela perdeu nomes como Aguinaldo Silva, Bruna Marquezine, Miguel Falabella, Vera Fischer, Tarcísio Meira, Glória Menezes, Antonio Fagundes, Bruno Gagliasso, entre outros nomes. A intenção da alta cúpula é evitar contratos longos e apostar por obras, permitindo maior tráfego dos profissionais entre os canais e mídias da empresa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas