CBF nega adiamento e São Bento terá goleiro na linha e um reserva

esportes
26.10.2020, 16:48:00
Atualizado: 26.10.2020, 16:48:50
São Bento tem apenas 12 jogadores à disposição para jogo contra Criciúma (Foto: Reprodução/Instagram São Bento)

CBF nega adiamento e São Bento terá goleiro na linha e um reserva

Time possui apenas 12 jogadores à disposição, após 15 atletas testarem positivo para coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O São Bento entrará completamente desfigurado para a partida contra o Criciúma, nesta segunda-feira (26), às 18h, em Sorocaba-SP, pela 12ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Com surto de covid-19 no elenco, a equipe tem apenas 12 jogadores à disposição para o duelo, sendo que três deles são goleiros. 

De acordo com o time paulista, 15 atletas estão infectados com o coronavírus e outros dois apresentam sintomas. Além disso, quatro integrantes do elenco estão no departamento médico e um, suspenso.

O São Bento chegou a solicitar o adiamento do confronto, mas o pedido foi negado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e manteve a partida. O protocolo estabelece que um clube precisa ter ao menos 13 jogadores aptos jogar, mas, segundo a entidade, não há motivo para adiamento, já que jogadores machucados ou suspensos não entram nessa conta.

Assim, a CBF inclui os quatro jogadores no departamento médico e um suspenso e diz que a equipe tem 17 atletas que podem entrar em campo.

Em nota oficial, o São Bento informou que, diante da situação, terá que improvisar um goleiro na linha. Além disso, terá apenas um reserva no banco, que também é um goleiro. 

"O Esporte Clube São Bento não compactua com a decisão da CBF em manter o jogo de hoje. Os protocolos sanitários foram e continuam sendo seguidos pelo ECSB, mas infelizmente um surto de COVID-19 atingiu nosso elenco. Pedimos o adiamento da partida, mas o pleito foi recusado pela CBF, que confirmou o jogo para hoje. Acreditamos que essa decisão coloca em risco todos os profissionais que trabalharão na partida: comissão e atletas do ECSB, comissão e atletas do Criciúma, além dos fiscais, árbitros e apoios", diz o comunicado do clube.

"Ao todo, são 15 jogadores testados positivos e mais 02 com sintomas, teremos que relacionar jogadores que estão no departamento médico para que ocorra essa partida. Infelizmente teremos que ir pro jogo sem banco de reservas e com um goleiro atuando na linha", finaliza a nota.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas