Chegada de Cristiano Ronaldo faz United mudar a dieta dos atletas

esportes
18.09.2021, 11:00:00
Cristiano Ronaldo já atuou em dois jogos pelo Manchester United (Manchester United/Divulgação)

Chegada de Cristiano Ronaldo faz United mudar a dieta dos atletas

Equipe inglesa alterou hábitos alimentares por causa de CR7; entenda

A segunda passagem de Cristiano Ronaldo no Manchester United começou há menos de um mês, mas já vem impactando a equipe em muitos aspectos - e não só em campo. Além de ter marcado três gols em apenas dois jogos pelo time, o astro também mostrou sua influência na alimentação dos colegas.

Goleiro reserva do United, Lee Grant, de 38 anos, contou à rádio TalkSport um fato curioso ocorrido dentro da concentração do clube. Segundo o jogador, apenas a presença de CR7 fez a equipe inteira desistir de comer sobremesa - tudo de uma maneira espontânea.

"Estávamos jantando no hotel. Como vocês devem saber, você termina seu jantar em um dia desses e, geralmente, come alguma 'bobagem': um crumble de maçã, um brownie com creme... essas coisas", disse.

"Eu lhe digo com toda sinceridade: nenhum jogador tocou naqueles doces porque todos estavam sentados e um dos rapazes me disse: 'O que tem no prato do Cristiano?'. Demos uma olhada no que ele tinha, e era o prato mais limpo e saudável que você possa imaginar", continuou.

"Fiquei chocado como nenhum jogador ousou se levantar e comer aqueles doces que estavam disponíveis", finalizou o goleiro.

Coincidência ou não, o jantar aconteceu na véspera da goleada do Manchester United sobre o Newcastle, por 4x1, pelo Campeonato Inglês, no sábado passado, dia 11. O saudável Cristiano Ronaldo, de 36 anos, marcou duas vezes.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas