Chico César e Geraldo Azevedo: encontro de voz, violão e afeto

entretenimento
28.04.2022, 05:50:00
Geraldo Azevedo e Chico César pela primeira se apresentam juntos (Foto: Marcos Hermes/divulgação)

Chico César e Geraldo Azevedo: encontro de voz, violão e afeto

Cantores apresentam a turnê Violvoz de quinta (28) a sábado (30) no Teatro Castro Alves

Chico César e Geraldo Azevedo celebram suas histórias, a música nordestina e a importância do violão no nosso cancioneiro na turnê Violivoz, com a qual estão rodando o país. E Salvador recebe o espetáculo, que pela primeira vez une os músicos, em três apresentações, de hoje a sábado, às 21h, no Teatro castro Alves.
 
O show aconteceria em janeiro, mas acabou adiado por conta das restrições da pandemia. “Estamos muito felizes. Esperamos muito para lançar esse show e agora estamos realizando o sonho de voltarmos aos palcos juntos”, afirma Chico, lembrando que a estreia seria em 2020. “É um show para celebrar que estamos vivos. Em cada nova apresentação o Violivoz ganha um novo tempero”, promete.

Chico diz que a admiração mútua motivou a criação de Violivoz. E que a ideia do show aconteceu meio por acaso, depois que assistiu a uma apresentação carnavalesca de Geraldo Azevedo em São Paulo. “Aí eu o convidei pra vir pra minha casa, depois do show, nós ficamos tocando na cozinha, tomando vinho, aí pensamos, poxa, por que não levamos isso pro palco em algum momento?”. Simples assim. 

Eles apresentam canções marcantes e afetivas. “Quisemos tocar as que já tínhamos na memória afetiva, o que nem sempre conseguimos. Pois às vezes não conseguimos nos encaixar como gostaríamos. E compusemos também, afinal faz tempo que tínhamos falado desejo de parceria”, conta. Tudo embalado pelos violões, a base primeira dos dois, "o que nos dá um universo harmônico e melódico parecido, porque a gente bebe muito da música nordestina". 


SERVIÇO

O que: Violivoz, com Geraldo Azevedo e Chico César

Quando: 28, 29 e 30 de abril , às 21h

Onde: Teatro Castro Alves – Sala Principal

 Valores: R$ 150 | R$ 75 (filas A a P),  R$ 120 | R$ 60 (Q a Z6) e  R$ 100 | R$ 50 (Z7 a Z11)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas