Chico Liberato inaugura exposição virtual nesta sexta-feira (18)

entretenimento
18.12.2020, 13:00:00
Chico Liberato tem 84 anos (divulgação)

Chico Liberato inaugura exposição virtual nesta sexta-feira (18)

Artista plástico é o pioneiro do cinema de animação na Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos mais importantes artistas plásticos baianos vivos e pioneiro do cinema de animação na Bahia, Chico Liberato dá início nesta sexta (18) a uma exposição virtual com suas obras.

Cândida-Luz Liberato, filha do artista e curadora da exposição, fala sobre a importância da obra do pai: “Chico Liberato é a arte e cultura brasileira. Suas palavras são ‘essência’ e ‘referência’. A referência busca responder de onde viemos e, por conta disso, temos nas suas obras forte presença dos povos que formaram a cultura brasileira: índio, negro e europeu. A essência  revela toda riqueza que herdamos dessa miscigenação única: cores e grafismos ancestrais.  Sua abstração não é abstrata nem figurativa porque ela revela aquilo que está no sentimento, no coração e na alma”.

Autodidata, Chico integra a segunda geração de artistas modernos da Bahia. Dirigiu a animação Boi Aruá, de 1984, com estética inspirada na xilogravura da literatura de cordel. O filme é baseado no livro O Boi Aruá, de Luís Jardim. Conta a história de um fazendeiro cujo poder é desafiado sete vezes pela extraordinária aparição de um boi misterioso, o Boi Aruá.

Liberato, 84 anos, já produziu em diversas áreas das artes plásticas: desenho, pintura, escultura, xilogravura e instalações, além de cinema. Pesquisador de regionalidades, suas obras contêm, desde a origem, forte presença do sertanejo, do indígena e da negritude que marca a colonização do país. Ele também foi gestor do MAM por 12 anos, onde criou oficinas gratuitas de diferentes técnicas artísticas.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas