Chile não ajuda e Brasil vai pegar a França nas oitavas da Copa

esportes
20.06.2019, 17:57:11
Francesas fizeram uma das melhores campanhas da primeira fase (Franck Fife / AFP Photo)

Chile não ajuda e Brasil vai pegar a França nas oitavas da Copa

Chilenas perdem classificação e Nigéria agradece; veja chaveamento

A Seleção Brasileira feminina já sabe quem vai enfrentar nas oitavas de final da Copa do Mundo. Por conta dos resultados da última rodada da fase de grupos nesta quinta-feira (20), o Brasil vai pegar a França.

O duelo com as donas da casa será em Le Havre, no norte da França, no domingo (23), às 16h (horário de Brasília).

O que definiu o adversário brasileiro foi a vitória do Chile por apenas 2x0 sobre a frágil Tailândia pelo Grupo F. Se tivesse vencido por 3x0, a seleção chilena também se classificaria e o Brasil pegaria a Alemanha.

Detalhe: o Chile perdeu um pênalti nos minutos finais. Como as chilenas não alcançaram a diferença de gols que precisavam, a Nigéria, do Grupo A, passou no seu lugar e enfrentará a Alemanha.

A seleção francesa, considerada uma das favoritas ao título, avançou com a segunda melhor campanha da primeira fase - 100% de aproveitamento, saldo de seis gols e sete gols-pró.

Já a Seleção Brasileira passou com a melhor campanha entre os terceiros colocados. Foram seis pontos em três jogos, com saldo de três gols. O Brasil teve a mesma pontuação que Itália e Austrália, respectivamente líder e segundo lugar no seu grupo.

Além de pegar uma das favoritas ao título nas oitavas de final, o Brasil caiu na mesma chave que outras duas potências, e pode enfrentá-las nas quartas de final: Espanha e Estados Unidos.

Confira o chaveamento das oitavas de final:

Brasil está na mesma chave que Espanha e Estados Unidos

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas