Cineclube ABI estreia com exibição do documentário Festa de Iemanjá

entretenimento
24.11.2020, 05:55:00
Imagem do filme Festa de Iemanjá, de Fabíola Aquino (Foto: Divulgação)

Cineclube ABI estreia com exibição do documentário Festa de Iemanjá

Depois da apresentação online, a diretora Fabíola Aquino bate-papo com o público

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A exibição do documentário Festa de Iemanjá, da diretora Fabíola Aquino, marca a estreia da Sala Roberto Pires - Cineclube ABI, em sessão nesta terça-feira (24), às 19h. O evento online será transmitido pela plataforma Zoom, com inscrições gratuitas através do site Sympla. A apresentação será seguida de debate com a cineasta, parte de sua equipe e alguns dos personagens. 
 
Em 42 minutos, o documentário recupera a história do surgimento da Festa de Iemanjá em Salvador, celebrada no 2 de fevereiro. O filme tem financiamento da Fundação Gregório de Mattos (FGM) e foi dirigido, produzido e roteirizado por Fabíola Aquino. “Recebi o convite da FGM para fazer o filme em dezembro e em janeiro já estávamos filmando, tudo rápido e com a sorte de contar com a equipe que confio que é Claudia Chavez e Marcelo Pinheiro, minha montadora e o meu diretor de fotografia, que finalizaram o filme em Lima, no Peru”, detalha a cineasta, que lançou a produção na sexta-feira (20) 
 
Fabíola conta que a produção foi encurtada por conta da pandemia . "Tivemos apoio do Arquivo Público Municipal, com o acesso às fotos antigas da festa, e da TVE, com imagens de uma de suas reportagens sobre a Festa de Iemanjá”, conta Fabíola. 
 

O Sala Roberto Pires - Cineclube ABI é uma iniciativa que aproxima ainda mais a associação da sétima arte. A ideia é que, em 2021, tão logo as condições sanitárias permitam, haja outras edições do evento de modo presencial na Sala Roberto Pires, espaço que fica na sede da ABI, no Centro.  “A ABI tem uma tradição e uma ligação muito forte com o cinema, principalmente por conta do seu acervo de Walter da Silveira, que é um dos melhores, senão o melhor, acervo de literatura de cinema da Bahia”, justifica Nelson Cadena, diretor de Cultura ABI.

O filme reúne depoimentos de pescadores tradicionais do bairro, como Comprido, Charles e Noivo; lideranças religiosas como Ebomi Cici (Ilê Axé Opô Aganju e Griot) e Pai Dary Mota (Ilê Axê Torrundê Ajangun); estudiosos como a doutora em Antropologia Cristiane Sobrinho; e personalidades como a escritora Paloma Amado, a cantora Nara Couto, o presidente da FGM Fernando Guerreiro e Elaine Assis, que é filha de Dinha do Acarajé, entre outras. A Festa de Iemanjá foi reconhecida em 2020 como Patrimônio Cultural de Salvador pela prefeitura, através da FGM, 
 

SERVIÇO

O quê: Sala Roberto Pires - Cineclube ABI exibe o documentário Festa de Iemanjá
Quando: 24/11/2020, das 19h às 20h30
Onde: no Zoom, com inscrições através do Sympla
Quanto: Grátis 

LINKS

Sympla: https://www.sympla.com.br/cineclube-abi---festa-de-iemanja__105886
Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=UFDEH5vvzd4   
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas