City estreia no Inglês com goleada sobre o West Ham e VAR em ação

esportes
10.08.2019, 15:45:00
Atualizado: 10.08.2019, 15:46:03
Sterling coloca a bola entre as pernas do goleiro Fabianski ao marcar o terceiro gol do City (Ian Kington / AFP)

City estreia no Inglês com goleada sobre o West Ham e VAR em ação

Sterling foi o destaque do jogo em que Gabriel Jesus também deixou o dele

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Temporada nova, domínio antigo. Atual bicampeão inglês, o Manchester City demonstrou logo na primeira rodada toda a sua força, neste sábado, ao golear, por 5x0, o West Ham, no campo do adversário, diante de 59.870 espectadores. O placar poderia ter sido mais elástico se o VAR não tivesse anulado um gol do time do técnico Josep Guardiola na segunda etapa. Em sua primeira temporada no Campeonato Inglês, esta foi a primeira vez que a tecnologia interferiu em um lance de gol.

Com a iniciativa de tentar atacar o City, o West Ham abriu espaços em seu campo desde os primeiros momentos de jogo. Em ritmo lento, o time de Manchester limitava-se a tocar a bola e arriscar chutes de longa distância. Foi desta forma, que Mahrez e David Silva quase abriram o placar antes dos primeiros 15 minutos de jogo.

Bastou ao time de Guardiola forçar um pouco o ritmo, que o gol saiu. Aos 24, Walker arrancou pela direita, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. O zagueiro Diop falhou e Gabriel Jesus se antecipou a Balbuena e Fabianski para abrir o placar.

No segundo tempo, o City voltou bem mais ofensivo e com forte marcação na saída de bola do adversário. Com isso, obteve vários contra-ataques. Em uma dessas roubadas de bola, Mahrez tocou para De Bruyne. O belga carregou a bola e rolou para Sterling finalizar na saída de Fabianski: 2x0.

Na jogada seguinte, a estreia do VAR no Campeonato Inglês. Em bonita jogada, David Silva, tocou para Sterling (impedido), que só rolou para Gabriel Jesus marcar, mas o árbitro Mike Dean anulou o lance, após indicação da tecnologia.

Ainda em busca de um gol, o West Ham só não marcou por causa de duas belas defesas seguidas do goleiro Ederson, aos 25 minutos. As oportunidades do time rival fizeram Guardiola saltar do banco e dar uma bronca geral na equipe.

O time acordou e foi em busca de mais gols. Sterling também anotou o terceiro. Aguero fez o quarto gol de pênalti, mas precisou de duas chances. Na primeira, o goleiro Fabianski defendeu, mas o árbitro mandou repetir a cobrança. Desta vez, o atacante argentino bateu com precisão na bola: 4x0. 

Ainda havia tempo para o quinto gol. E ele saiu por intermédio do melhor jogador em campo. Sterling, em alta velocidade, surgiu no meio da zaga do West Ham e, com categoria, fechou a goleada: 5x0.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas