Clássico da Anvisa: Fifa diz que Brasil x Argentina está mantido

esportes
09.05.2022, 14:19:00
Jogo foi interrompido por agentes da Anvisa (Lucas Figueiredo/CBF)

Clássico da Anvisa: Fifa diz que Brasil x Argentina está mantido

Entidade máxima do futebol reduz multas, mas confirma: partida precisa ocorrer

A batalha de recursos fora de campo entre brasileiros e argentinos pelo jogo não realizado na Neo Química Arena, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, acabou sem vencedor. O Comitê de Recursos da Fifa anunciou seu parecer nesta segunda-feira (9) mantendo as decisões já proferidas pelo Comitê Disciplinar na entidade, apenas com redução no valor das multas.

A manutenção da partida foi confirmada, a contragosto de CBF e AFA. O Brasil tem até o dia 22 de junho para detalhar horário e local da partida que deve ser realizada em setembro.

O jogo original foi paralisado no dia 5 de setembro pela invasão do gramado por agentes da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que acusaram os jogadores Emiliano Buendía, Emiliano Martínez, Giovani Lo Celso e Cristian Romero de desrespeitarem os protocolos de entrada no país - vinham da Inglaterra e tinham de cumprir um tempo de quarentena ignorado pelo quarteto.

"Depois de analisar as petições de ambas as partes e considerar todas as circunstâncias do caso, o Comitê de Recursos confirmou que a partida será disputada novamente e manteve a multa de CHF 50.000 que foi aplicada às duas federações, consequência da suspensão da partida", informou o Comitê de Recursos da Fifa, revelando que a pena extra, de aproximadamente 50,7 mil dólares, é por causa dos prejuízos extras causados pelo abandono do jogo

Já as punições anteriores, pagas pelas entidades em fevereiro, sofreram uma redução pela metade. O Brasil pagou 540 mil dólares de punição, valor reduzido para 251 mil, enquanto a Argentina desembolsou 200 mil dólares e agora o valor caiu para 100 mil.

Apesar da redução do prejuízo financeiro, as entidades não conseguiram se livrar né nova realização do clássico. A Argentina ainda não se dei por satisfeita e ameaça ir à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para pedir que não seja necessária nova partida.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas