Com 100% de aproveitamento, Brasil pega Uruguai nas Eliminatórias

esportes
17.11.2020, 09:00:00
Meia Everton Ribeiro herdou a camisa 10 do lesionado Neymar (Lucas Figueiredo/CBF)

Com 100% de aproveitamento, Brasil pega Uruguai nas Eliminatórias

Seleções medem forças nesta terça-feira (17), às 20h, no Estádio Centenário de Montevidéu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Brasil pode fechar o ano como a única seleção das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 com 100% de aproveitamento. Para cumprir a missão, falta vencer apenas um rival: o Uruguai. O duelo acontece nesta terça-feira (17), às 20h, no Estádio Centenário de Montevidéu. 

Depois de ganhar a Bolívia, o Peru e a Venezuela, o técnico Tite admite que esse será o compromisso mais difícil. Na rodada anterior, o time celeste bateu a Colômbia por 3x0, fora de casa, e preocupa principalmente por sua força ofensiva. Mas o rival terá um importante desfalque no ataque: Luís Suárez testou positivo para covid-19 na segunda-feira (16) e está fora do duelo.

“Nós fizemos as três vitórias, sim, contra as três últimas seleções da classificação. As duas primeiras vitórias criando e fazendo bastante gol, jogando bonito e tendo resultado. Na terceira, não deu para jogar bonito, mas teve consistência e a vitória. Talvez elas não briguem para classificar, mas podem atrapalhar a classificação de alguém. Vamos enfrentar o Uruguai, uma equipe que vem sólida. Tradicionalmente, um clássico. Uma gama de envolvimentos com peso de camiseta, com atletas de alto nível e esse nosso processo de afirmação da equipe”, comentou Tite.

Na vitória sobre a Venezuela, por 1x0, no Morumbi, o Brasil sofreu com a forte marcação. Contra a equipe celeste, o treinador aposta em um desafio diferente, com mais pressão do adversário no setor defensivo.

“Esse jogo tem características diferentes. Jogar contra a Venezuela em casa tem uma proposta do adversário. O Uruguai jogando dentro da sua casa é uma outra proposta. Nós vamos ser mais exigidos defensivamente do que fomos contra a Venezuela. Paralelamente a isso, vamos ter mais espaços para criações ofensivas. É um jogo que se caracteriza com estratégias, formas e ideias de futebol diferente de um jogo para o jogo. Essa é a preparação que a gente procurou fazer”.

Em Montevidéu, o time a ser utilizado deve ser o mesmo que venceu a Venezuela - com uma dúvida. O volante Allan se queixou de dores musculares e pode ficar de fora. Caso não tenha condições de atuar, será substituído por Arthur. Por outro lado, o lateral esquerdo Alex Telles testou negativo para covid-19 e está apto para jogar.

“Já fizemos os trabalhos com os atletas também, não estamos esperando (a recuperação do Allan) para definir ou organizar. O Arthur já trabalhou nesses dias com essa possibilidade real (de ser titular)”, garantiu o treinador.

Dessa forma, o Brasil deve ser escalado com Ederson, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Allan (Arthur), Douglas Luiz e Éverton Ribeiro; Gabriel Jesus, Richarlison e Roberto Firmino.

O Brasil é o líder das Eliminatórias, com nove pontos. Já o Uruguai tem seis e aparece na 4ª colocação. Depois do duelo, o próximo compromisso da Seleção pela competição será só em março de 2021, contra a Colômbia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas