Com 6 casos de covid, Flamengo chama garotos para jogo da Liberta

esportes
21.09.2020, 15:20:00
Atualizado: 21.09.2020, 15:20:36
O lateral-direito João Lucas foi um dos garotos chamados pelo Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Com 6 casos de covid, Flamengo chama garotos para jogo da Liberta

João Lucas, Natan, Guilherme Bala e Rodrigo Muniz vão se apresentar sem participar de atividade com outros atletas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A diretoria do Flamengo convocou quatro jogadores para compor a delegação que está em Guayaquil, no Equador, para o jogo desta terça-feira (22), às 19h15 (horário de Brasília), diante do Barcelona de Guayaquil, pela quarta rodada da Copa Libertadores.

O lateral-direito João Lucas (19 anos), o zagueiro Natan (22) e os atacantes Guilherme Bala e Rodrigo Muniz (ambos também com 19) devem se apresentar ao técnico Domènec Torrent e serão relacionados sem chance de realizar nenhum treinamento com o restante do grupo.

Domingo (20) à noite, o técnico espanhol foi informado que Bruno Henrique, Michael, Matheuzinho, Diego, Filipe Luís e Isla foram diagnosticados com covid-19, além do centroavante Gabriel, com uma lesão muscular na coxa direita. O zagueiro Gustavo Henrique será outro ausente, pois foi expulso na goleada sofrida para o Independiente Del Valle, na quinta-feira, mesmo dia em que o atacante Vitinho apresentou um quadro de gripe e é dúvida para a partida.

O Flamengo é o segundo colocado no Grupo B, com seis pontos, três atrás do líder Independiente Del Valle. O Barcelona de Guayaquil sinda não somou ponto, enquanto o Junior Barranquilla soma três.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas