Com fortuna de R$ 2 bilhões, ex-astro da NBA diz que não banca filhos: 'O rico sou eu'

esportes
04.11.2021, 15:40:00
Ex-astro da NBA segue acumulando fortuna mesmo após se aposentar (Foto: Reprodução)

Com fortuna de R$ 2 bilhões, ex-astro da NBA diz que não banca filhos: 'O rico sou eu'

Shaquille O'Neal disse que os filhos precisam trilhar o próprio caminho

Um dos principais jogadores da história da NBA, o ex-atleta Shaquille O'Neal revelou que mesmo tendo acumulado uma fortuna de mais de R$ 2 bilhões, não banca a vida financeira dos seus seis filhos. 

Durante entrevista ao podcast "Earn Your Leisure', o comentarista explicou que os seus herdeiros precisam trilhar o próprio caminho e ganhar dinheiro com a carreira que escolherem. 

"Eu não me importo se você joga basquete, nada disso. Tenho seis filhos. Gostaria de um médico, um dono de fundo de investimentos, um farmacêutico, um advogado, alguém que seja dono de vários negócios para tomar conta dos meus. Mas eu digo a eles que não vou entregar tudo em suas mãos. Você precisa ganhar — disse o ex-jogador.

"Você tem que ter um título de graduação ou de mestre. Aí, caso queira que eu invista em uma das suas empresas, me apresente. Mostre a mim, mas já deixo claro que não vou te dar nada", continuou. 

Mesmo após ter largado as quadras, Shaquille O'Neal segue faturando altas cifras. De acordo com o site "Celebrity Net Worth", especializado em contabilizar as fortunas dos famosos, o americano recebe cerca de 60 milhões de dólares por mês entre patrocinadores e outros negócios. 

"Meus filhos estão mais velhos agora. Eles ficam chateados comigo. Não chateados, mas não entendem. Eu digo a eles sempre, nós não somos ricos, eu sou rico", disse Shaq. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas