Com recorde de CR7, Portugal empata com a França e avança na Euro

esportes
23.06.2021, 19:13:00
Cristiano Ronaldo fez os dois gols de Portugal no empate com a França (Darko Bandic/AFP)

Com recorde de CR7, Portugal empata com a França e avança na Euro

Astro marca duas vezes e se torna um dos maiores artilheiros de seleções da história

Cristiano Ronaldo salvou mais uma vez Portugal nesta quarta-feira (23). Com dois gols, ambos de pênalti, o craque garantiu o empate com a França, por 2x2, e também a vaga da sua seleção nas oitavas de final da Eurocopa. Os franceses entraram em campo na Puskás Arena, em Budapeste, já classificados. Pelo mesmo Grupo F, a Alemanha avançou também ao mata-mata.

Com três penalidades, o confronto na Hungria contou com o protagonismo de Cristiano Ronaldo, Karim Benzema, autor também de dois gols, e Paul Pogba. Os portugueses saíram na frente, mas os franceses viraram o placar e estiveram perto de eliminar os atuais campeões europeus. Mas o ídolo português evitou a decepção ao anotar o gol de empate aos 14 minutos do segundo tempo.

Os resultados da rodada deixaram a França na primeira colocação do Grupo F, com cinco pontos. A Alemanha, que empatou com a Hungria também por 2x2, chegou aos mesmos quatro pontos de Portugal, em terceiro por conta da derrota no confronto direto com os alemães. Os húngaros, com dois pontos, foram eliminados.

Assim, nas oitavas, a Alemanha vai duelar com a Inglaterra em Wembley, na terça que vem. Os portugueses terão pela frente a Bélgica, uma das melhores seleções da fase de grupos, no domingo, em Sevilha.

Com a vaga garantida no mata-mata, o técnico Didier Deschamps fez mudanças na seleção francesa. Sacou Pavard, Digne e Rabiot e escalou Koundé, Hernandez e Tolisso. Do lado português, Fernando Santos tirou William e Bruno Fernandes, longe de brilhar nesta Euro, e colocou Renato Sanches e João Moutinho na equipe titular.

Mesmo com as alterações e com a classificação antecipada, a França começou melhor. Era mais ofensiva e criativa e fazia pouco esforço para chegar ao ataque. Portugal, sem usar a marcação alta usada nos primeiros jogos, esperava o rival. Os portugueses se defendiam com uma linha de cinco jogadores.

A postura recuada quase custou caro a Portugal aos 15, quando Pogba deu lindo passe para Mbappé finalizar com perigo. Rui Patrício fez a defesa. Os franceses pareciam perto do gol quando tudo mudou. Foi aos 27, quando Lloris fez uma saída aérea desastrada e acertou quase um soco no rosto do volante Danilo Pereira: pênalti. Cristiano Ronaldo bateu e não perdoou, se isolando na artilharia da Euro, com quatro gols.

O gol desanimou os franceses, mais lentos e sem iniciativa no ataque. Pogba atuava sozinho na armação e faltava comunicação entre o meio e o ataque formado por Mbappé, Griezmann, Tolisso e Benzema. Mas, antes do intervalo, Mbappé disparou dentro da área, se chocou com Semedo e o árbitro anotou a penalidade. Benzema converteu com tranquilidade.

Se o jogo ganhava novamente em equilíbrio, os franceses trataram de desequilibrar novamente no começo do segundo tempo. No primeiro minuto, Pogba lançou Benzema, que entrou na área e bateu na saída de Rui Patrício: 2x1. O VAR até checou o lance, por suspeita de impedimento, mas confirmou a virada francesa.

O placar eliminava Portugal ainda na fase de grupos da Euro. Mas um pênalti voltou a mudar a história do jogo. Aos 13, Cristiano Ronaldo tentou cruzar na área e a bola acertou a mão de Koundé. O próprio atacante cobrou, anotou seu segundo gol na partida e manteve o time português vivo na partida e na competição.

Depois do empate, a França se manteve no ataque e criou boas chances para anotar o terceiro. Na melhor delas, aos 22, Pogba acertou lindo chute de fora da área. Rui Patrício saltou para desviar a bola, que carimbou a trave e saiu. Aos poucos, o jogo caiu de ritmo e as duas seleções, classificadas com os placares da rodada, passaram a cadenciar o duelo, à espera do apito final.

Recorde
Autor de dois gols nesta quarta, Cristiano Ronaldo voltou a fazer história. Ele igualou a marca de 109 gols do iraniano Ali Daei, até então o recordista de gols por uma seleção. O português chegou ao número em 178 partidas, enquanto Daei precisou de 149 jogos para balançar as redes por 109 vezes.

Artilheiro desta Euro, agora com cinco gols, o atacante português ampliou o recorde de gols na competição, alcançando 14 Ele já era o jogador que mais disputou edições do torneio, com cinco participações, e também o que mais venceu, com 12 vitórias.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas