Compositor processa Gusttavo Lima por plágio e pede R$ 80 milhões

em alta
18.02.2021, 14:25:18
Atualizado: 18.02.2021, 14:30:59
(Reprodução/Instagram)

Compositor processa Gusttavo Lima por plágio e pede R$ 80 milhões

Música "Saudade Sua", lançada no ano passado, é a motivadora da ação judicial

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O compositor Fábio Freitas, de Uberlândia (MG), está processando judicialmente o cantor Gusttavo Lima por um suposto plágio de sua música "Saudade Sua". O processo foi protocolado na 9ª Vara Cível de Uberlândia. O autor da ação está pedindo R$ 80 milhões, sendo R$ 55 milhões por danos materiais e R$ 25 milhões por danos morais.

"A gente move a ação por entender que ele é o responsável pelo plágio da música 'Saudade Sua'. Esse cantor é o chefe de uma organização especializada em plágio, no qual ele é o cabeça e tem os seus comparsas que pegam obras de autores que lutam diariamente. Pegam as músicas, transformam e colocam em nome de terceiros", afirma Edson Feliciano, advogado da acusação.

Fábio afirma que ofereceu a letra da música em questão para o sertanejo em 2018, e chegou a receber proposta de R$ 200 mil pela canção. Gusttavo teria então demorado para dar um retorno, o que fez com que o autor oferecesse a música para uma dupla sertaneja. No entanto, dois anos depois, em maio do ano passado, Gusttavo Lima teria lançado a música sem sua autorização.

"Fiz a música em 2018, passei para ele como a música número um de um CD com cinco músicas em Uberlândia. Depois encontrei com ele em Uberaba e no dia 14 de julho no aeroporto de Iturama, entreguei um vídeo cantando a música e um cartão de memória com mais cinco músicas. Expliquei para ele que a música podia fazer sucesso, que a história tinha acontecido comigo", afirma o compositor.

De acordo com Fábio, Gusttavo e sua equipe mudaram palavras da letra da música para tentar descaracterizar o plágio, mas segundo ele, a ideia da música é a mesma. "Ele fez uma inversão de palavras, mas não tem jeito, a história é minha, a letra é minha", diz o compositor.

Até o momento, a assessoria de Gusttavo Lima ainda não se pronunciou sobre o acontecido, e afirmou que só iria se posicionar publicamente caso o sertanejo seja citado formalmente na ação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas