Concurso da PM: candidatos citam risco na profissão, mas sonham com estabilidade

salvador
19.01.2020, 10:08:00
Atualizado: 19.01.2020, 10:10:56
(Bruno Wendel/CORREIO)

Concurso da PM: candidatos citam risco na profissão, mas sonham com estabilidade

Provas foram aplicadas a partir das 9h15 deste domingo (19)

Toda profissão tem seus riscos, mas algumas delas são mais arriscadas por natureza, como é o caso de quem segue a carreira militar. Apesar do perigo constante que policiais e bombeiros enfrentam, por exemplo, eles também carregam uma importante vantagem: estabilidade financeira de quem é concursado.

"Estou ciente das consequências, mas a garantia do dinheiro certo todo o mês não é para muitos. Por isso estou aqui", disse Evanilson Mendes Castro, 25 anos, um dos candidatos a soldado da Polícia Militar sentado nos degraus da Fundação Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), na Federação. Ele é um dos mais de 112 mil candidatos que vão fazer a prova para o concurso de PM e Bombeiros na manhã deste domingo (19). 

A abertura dos portões ocorreu às 8h e fechou uma hora depois. Ao todo, serão oferecidas 1,2 mil vagas. O certame é composto por uma prova objetiva de conhecimentos gerais e de conhecimentos específicos, além de uma prova discursiva. As duas têm caráter eliminatório e classificatório. 

Após divulgada a lista de aprovados, os candidatos contemplados irão passar pela avaliação psicológica, exames médico-odontológicos, teste de aptidão física, exame de documentação e investigação social, até chegar ao curso de formação.  

Estabilidade
Umas das candidatas a soldado, a estudante de pedagogia e a auxiliar de classe de uma escola particular, Yasmin Pinto Ferreira, 20, disse que não pensou duas vezes quando decidiu fazer a inscrição.

"Na situação em que está o país, numa séria crise de econômica, ninguém sabe do amanhã. Não era exatamente o que queria para mim, mas não há jeito. Além da estabilidade, o salário é bom. Pode chegar a R$ 3 mil ", disse ela, que tem a renda mensal de R$ 1.200.

Também universitário, Henrique de Jesus Bispo, 21,  contou com a ajuda de parentes que são policiais militares. "Quando cogitei a possibilidade da inscrição, conversei com meus tios, que são PMs. Eles disseram que o perigo acompanha o policial militar, mas vai muito do local de trabalho. Têm lugares menos arriscados. No final, disseram que é difícil, mas vale a pena pela questão da garantia de remuneração", contou ele, que tenta vaga de soldado da PM. 

Apesar de também ter parentes na PM, o porteiro Igor de Souza Santana, 24, disse que não precisou da opinião deles. "Sei que é uma profissão de risco, mas qualquer profissão tem risco. A criminalidade está em todo o lugar e você acaba correndo risco em qualquer profissão. Na PM, além do salário fixo todo mês, terei um plano de saúde", declarou.

Suspensão
A prova deste domingo acontece mesmo com a decisão por parte da desembargadora Dinalva Gomes Laranjeira Pimentel, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que suspendeu o certame organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação.

"É uma situação complicada, porque muitos aqui estudaram para isso. São sonhos depositados numa carreira ainda admirada. Vim aqui dar o meu melhor e acredito que não seremos prejudicados", comentou comerciante Alan Matias Espírito Santo, 25.

Sobre a suspensão, a  Secretaria da Administração do Estado (Saeb) esclareceu, em nota ao CORREIO, que a decisão proferida pela magistrada na quinta-feira (16) não afeta o cronograma de aplicação das provas, que serão realizadas normalmente. 

Ainda de acordo com informações da Saeb, a suspensão, no entanto, pode afetar as próximas etapas do certame que acontecem após a realização das provas objetivas e discursivas, até que seja julgado o mérito da questão. “A Saeb salienta que não foi notificada a respeito da decisão judicial. Assim que o Estado for notificado, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) adotará as medidas jurídicas cabíveis”, informa a nota.

Procurado para se manifestar sobre o motivo da decisão, o TJ-BA não respondeu. Já a Polícia Militar (PM-BA) disse que não faz comentário acerca de decisões judiciais. O concurso da PM teve o seu edital lançado no dia 16 de outubro do ano passado. 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fundacao-pierre-verger-tem-2o-batizado-de-capoeira-da-dende-de-aro-amarelo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/minuto-do-carnaval-hoje-tem-ivete-praca-castro-alves-e-mais/
Jorge Gauthier traz os destaques do dia para o folião
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-sobre-jose-mojica-marins-esta-no-youtube-na-integra/
Canal Space liberou produção gratuitamente para homenagear criador de Zé do Caixão
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-camarote-marcia-fellipe-relembra-polemica-sobre-irma-dulce/
Márcia Fellipe passou pelo Camarote Salvador nesta sexta-feira (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cronicas-do-guerreiro-dia-3-a-praca-do-povo/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cronicas-do-guerreiro-dia-2-a-fuga-do-deposito/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/neymar-sera-desfalque-no-carnaval-2020-dessa-vez-sem-polemica/
Craque brincou com a situação em vídeo no Instagram; em 2019 ele estava em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/claudia-leitte-vai-abrir-desfile-icada-nesta-sexta-feira-21-assista/
Cantora comanda bloco Blow Out, no circuito Dodô (Barra-Ondia)
Ler Mais