Confusão nas arquibancadas marca 2ª rodada do Aberto da Austrália

esportes
22.01.2020, 11:25:00
Atualizado: 22.01.2020, 12:13:11
Roger Federer em ação na segunda rodada do Aberto da Austrália (Grego Wood/AFP)

Confusão nas arquibancadas marca 2ª rodada do Aberto da Austrália

Em quadra, favoritos venceram

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A vitória da grega Maria Sakkari (22ª) sobre a japonesa Nao Hibino por 7/6 (7/4) e 6/4, pela segunda rodada do Aberto da Austrália, nesta quarta-feira (22), foi marcada por uma confusão nas arquibancadas. A polícia local precisou conter parte dos torcedores da tenista grega e cerca de 20 pessoas foram retiradas do complexo em razão de "mau comportamento".

"O grupo de torcedores [todos homens] recebeu diversas advertências, do árbitro, dos seguranças e da polícia, durante a partida disputada na Quadra 8. Ao fim da partida, o grupo foi convidado a se retirar do complexo e o fez de forma pacífica", anunciou a polícia local, em comunicado.

Antes, no jogo de estreia do também grego Stefanos Tsitsipas, torcedores do mesmo país haviam protagonizado confusão nas arquibancadas ao atrapalhar o alemão Philipp Kohlschreiber, rival do tenista grego. Ao fim do jogo, o próprio Tsitsipas cobrou dos torcedores um comportamento mais adequado na sequência da competição.

Favoritos avançam no masculino...

Djokovic atende fãs após o jogo (Foto: David Gray/AFP)

O suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic fizeram novas vítimas nesta quarta-feira (22). Com facilidade e rapidez, eles venceram seus rivais e avançaram à terceira rodada em Melbourne. Federer fechou seu jogo contra o sérvio Filip Krajinovic em apenas 1h32min, enquanto Djokovic precisou de 1h35min para superar Tatsuma Ito.

Federer terminou o jogo com 14 aces (contra quatro do rival) e aproveitamento de 77% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço. No total, conseguiu sete quebras de saque em 14 oportunidades. 

Na terceira rodada, o atual número três do mundo vai enfrentar o local John Millman, 47º do ranking. O tenista da casa já surpreendeu Federer anteriormente, na edição de 2018 do US Open. Foi a maior zebra protagonizada pelo suíço nos últimos anos, ao ser eliminado ainda nas oitavas de final. Dessa vez, Millman derrotou o polonês Hubert Hurkacz por 6/4, 7/5 e 6/3.

Novak Djokovic, por sua vez, despachou o japonês Tatsuma Ito, convidado da organização, por 6/1, 6/4 e 6/2. Atual campeão e dono de sete títulos na Austrália, o número dois do mundo chegou à vitória de número 70 em Melbourne. Na terceira rodada, Djokovic terá outro rival japonês pela frente. Será Yoshihito Nishioka, que eliminou o britânico Daniel Evans por 6/4, 6/3 e 6/4

Em um desempenho fulminante, o tenista da Sérvia terminou a partida sem ter o seu saque ameaçado. Ao mesmo tempo, obteve cinco quebras, em nove oportunidades. Além disso, disparou 16 aces e exibiu um incrível aproveitamento de 93% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

...e no feminino também

Serena vibra com a vitória (Foto: Greg Wood/AFP)

As principais favoritas ao título na chave de simples feminina não decepcionaram no terceiro dia de competições. A norte-americana Serena Williams, a local Ashleigh Barty e a japonesa Naomi Osaka venceram com facilidade, sem perder sets. Ao mesmo tempo, a dinamarquesa Caroline Wozniacki adiou sua aposentadoria.

Maior candidata ao título, Serena derrotou a eslovena Tamara Zidansek por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, em apenas 1h18min. Contra a 70ª do ranking, a nona do mundo não perdeu o saque em nenhum momento do duelo (salvou quatro break points). No entanto, cometeu mais erros não forçados do que de costume: foram 28, diante de 13 da eslovena.

Na terceira rodada, Serena vai enfrentar a chinesa Wang Qiang, algoz da francesa Fiona Ferro por 6/1 e 6/2. Em Melbourne, onde venceu pela última vez em 2017, a norte-americana busca igualar o recorde de títulos de Grand Slam, que pertence atualmente à australiana Margaret Court, dona de 24 troféus.

No embalo da torcida, a australiana Ashleigh Barty também fez bonito. A número 1 do mundo superou a eslovena Polona Hercog por 6/1 e 6/4. Na terceira rodada, sua adversária será a casaque Elena Rybakina, que despachou a belga Greet Minnen por 6/3 e 6/4.

Mesmo irregular, cometendo 30 erros não forçados, Naomi Osaka despachou a chinesa Zheng Saisai por 6/2 e 6/4. A número quatro do mundo e atual campeã em Melbourne vai duelar com a jovem americana Cori Gauff, de apenas 15 anos, que avançou na chave ao superar a romena Sorana Cirstea por 4/6, 6/3 e 7/5.

Também exibindo certa irregularidade, a checa Petra Kvitova eliminou a espanhola Paula Badosa por duplo 7/5. Número oito do mundo, ela enfrentará a russa Ekaterina Alexandrova, que venceu a checa Barbora Krejcikova por 6/1 e 6/3.

Outro destaque da rodada foi a vitória de Caroline Wozniacki. A ex-número 1 do mundo, que pretende se aposentar ao fim do Aberto da Austrália, adiou sua despedida das quadras ao vencer a ucraniana Dayana Yastremska por duplo 7/5.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas