Congresso decide manter veto de Dilma ao financiamento empresarial de campanhas

brasil
18.11.2015, 21:37:00
Atualizado: 18.11.2015, 21:38:40

Congresso decide manter veto de Dilma ao financiamento empresarial de campanhas

Eram necessários 257 votos para derrubar o veto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O plenário do Congresso decidiu manter o veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto de lei da minirreforma eleitoral (PL 5.735/13) quanto ao financiamento empresarial de campanhas eleitorais. Foram 190 votos a favor, 220 contra e 5 abstenções.

Eram necessários 257 votos para derrubar o veto. Com a manutenção do veto pelos deputados, não haverá necessidade da análise e votação dos senadores.

O financiamento privado de campanha já foi rejeitado pelos três Poderes da República, mas parlamentares ainda tentavam retomar a possibilidade de que empresas façam doações para partidos e candidatos.

Em setembro, Dilma vetou a medida ao sancionar o projeto de lei de reforma política aprovada pela Câmara dos Deputados sob o argumento de que a questão confrontaria a igualdade política e os princípios republicanos e democráticos. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas