Contas na Suíça têm assinatura e fotos do passaporte de Eduardo Cunha

brasil
16.10.2015, 14:14:00

Contas na Suíça têm assinatura e fotos do passaporte de Eduardo Cunha

Nos últimos anos, as contas internacionais de Cunha receberam depósitos de US$ 4.831.711,11 e 1.131.700 francos suíços

Documentos que compravam que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, é o dono de quatro contas secretas na Suíça vieram à tona nesta sexta-feira (16). O parlamentar, que está sendo investigado pelo STF por denúncias de corrupção e lavagem de dinheiro, tinha afirmado não possuir contas no exterior, durante depoimento à CPI da Petrobras.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está sendo investigado por denúncias de corrupção
(Foto: Andressa Anholete/AFP)

Os documentos divulgados pelo Jornal Hoje, na TV Globo, mostram cópias do passaporte de Cunha, assim como a assinatura e os dados pessoas do parlamentar - nome completo, data de nascimento e endereço dele em um condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

O material que comprova a titularidade de Cunha nas contas foi enviado pelas autoridades da Suíça à Procuradoria Geral da República (PGR). Nos últimos anos, as contas do presidente da Câmara receberam depósitos de US$ 4.831.711,11 e 1.131.700 francos suíços, aponta a TV Globo.

Passaporte de Eduardo Cunha e visto dos Estados Unidos (dir.) no documento (Foto: Reprodução)
Cópias do passaporte e do visto norte-americano de Eduardo Cunha
(Foto: Reprodução)

O valor é equivalente a cerca de R$ 23,8 milhões, e teria sido pago a Cunha como propina por um contrato fechado entre a Petrobras e a empresa Companie Beninoise des Hydrocarbures Sarl em Benin, na África, para a exploração de um campo de petróleo no país.

Em uma das contas atribuídas ao parlamentar está o pedido de que as correspondências relacionadas à ela não fossem enviadas ao Brasil e sim a um endereço em Nova York, nos Estados Unidos, por alegar que "mora em um país onde os serviços postais não são seguros".

Assinatura de Eduardo Cunha em conta na Suíça da Orion SP (Foto: Reprodução)
Assinatura do presidente da Câmara na conta bancária registrada na Suíça em nome da offshore Orion SP
(Foto: Reprodução)

Por acreditar que há indícios suficientes e que as contas de Cunha no exterior são "produto de crime", a Procuradoria Geral da República pediu o bloqueio e o sequestro do dinheiro depositado. O ministro Teori Zavascki, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), também autorizou a investigação da mulher do deputado, Cláudia Cordeiro Cruz, e de uma filha dele, supostas beneficiárias dessas contas. 

Documento de banco suíço com endereço de Eduardo Cunha no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)
Em uma das páginas dos documentos suíços, consta a data de nascimento do presidente da Câmara e o endereço da casa que ele mora com a família no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Contas na Suíça
A Procuradoria recebeu na semana passada documentos e extratos bancários que indicam que Eduardo Cunha era titular das contas. Em uma, segundo informou o MP suíço, houve um depósito de R$ 1,3 milhão de francos suíços.

Segundo a procuradoria, trata-se de dinheiro de propina oriundo de contrato de exploração de um campo de petróleo em Benin, na África. Cunha negou a informação. Em nota, ele disse que nunca recebeu "qualquer vantagem de qualquer natureza, de quem quer que seja, referente à Petrobras ou a qualquer outra empresa, órgão público ou algo do gênero". Ele voltou a negar possuir contas fora do país.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas