Contrabaixo de Caetano Veloso é resgatado no interior da Bahia

bahia
23.02.2018, 17:40:00
Atualizado: 23.02.2018, 17:45:00

Contrabaixo de Caetano Veloso é resgatado no interior da Bahia

Cantor e banda tiveram equipamentos roubados no Sul do estado em janeiro

Um contrabaixo pertencente ao cantor Caetano Veloso foi recuperado pela polícia baiana nesta quinta-feira (22), na zona rural de Ibirapitanga, região Sul do estado, próximo de onde aconteceu um roubo aos instrumentos do artista, há um mês. O instrumento foi encontrado por policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe/Cacaueira) e da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus).

Contrabaixo de cantor foi recuperado em Ibirapitanga (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O contrabaixo estava em um imóvel abandonado em uma propriedade rural, que era utilizado por criminosos da quadrilha de Uerisson Soares, encontrado pela polícia nesta quarta (21), em Simões Filho, município da Região Metropolitana de Salvador.

O instrumento foi apresentado na Delegacia Territorial de Ibirapitanga. Esse é o 14º item recuperado pela polícia, que também resgatou quatro movielights, um piano Fender, duas malas de produção, um case Pelican, um hack de airne, quatro violões e itens de cenários dos shows.

O CORREIO tentou contato com o delegado de Ibirapitanga, Lane Andrade, mas não conseguiu contato até a publicação desta reportagem.

Roubo
Na carga roubada em Maraú, litoral Sul do estado, em janeiro deste ano, estava o violão usado pelo artista em apresentações com os filhos. De modelo único, foi feito sob encomenda em 2010 por um dos luthiers pioneiros no Brasil, Antonio Tessarin.

Também foi levado o violão elétrico usado por Caetano, outro violão acústico levado por seu filho Tom, dois teclados Fender Rhodes, o contrabaixo elétrico usado pelo músico Alexandre Kassim e um violoncelo.

Os equipamentos de luz do show também estavam na carga roubada. O material é de alta qualidade e preço. A mesa de luz usada no show do tipo Pearl Avolite custa mais de R$ 18 mil, se nova, e R$ 10 mil, caso seja usada. A lunch box (equipamento de áudio) vale entre R$ 2 mil e R$ 3 mil e cada um dos quatro fones de ouvido da marca Shure usados no show custa 899 dólares na loja virtual da marca. 

Até o cenário do espetáculo foi levado pelos ladrões. Desenvolvido pelo cenógrafo Hélio Eichbauer, profissional premiado e autor do cenário do clássico do teatro brasileiro “O Rei da Vela”, de Oswald de Andrade e com direção de José Celso Martinez Corrêa, o conjunto era composto de um telão 5mx9m, quatro pernas de cenário na cor amarela, um ciclorama, uma lona amarela de 5mx9m e uma corrente. Duas malas contendo os figurinos dos artistas também estavam na carga. 

O material foi levado por homens fortemente armados entre a estrada de Itacaré e Maraú. O motorista que levava a carga prestou queixa na Delegacia de Ibirapitanga.