Corinthians vence o Boca em jogo marcado por caso de racismo

esportes
26.04.2022, 23:51:00
Maycon anotou os dois gols da vitória do Corinthians sobre o Boca Juniors (Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians)

Corinthians vence o Boca em jogo marcado por caso de racismo

Torcedor argentino foi preso durante a partida

Finalmente o torcedor do Corinthians conseguiu dormir tranquilo - pelo menos pelo o que a equipe apresentou no primeiro tempo. Nesta terça-feira, na Neo Química Arena, o time mostrou todo o brio que faltou nos últimos jogos e, com dois gols de Maycon, venceu o Boca Juniors por 2 a 0, em jogo válido pelo Grupo E da Libertadores.

Se não foi uma apresentação magnífica em termos técnicos, ao menos o time se superou na base da raça, voltou a dividir as bolas com vontade e agora termina a primeira metade da sua chave no torneio continental com seis pontos em três jogos, ficando assim mais perto da classificação para as oitavas de final da competição.



Sem o técnico Vítor Pereira, afastado por ter sido contaminado pelo vírus da covid-19, o Corinthians foi dirigido à beira do campo pelo auxiliar Filipe Almeida, que assim como o treinador, é português.

Depois de começar levando gols antes dos cinco primeiros minutos em várias partidas nas últimas semanas, ontem foi a vez do Corinthians começar o jogo "mordendo". O time adiantou a marcação, pressionou e fez o seu primeiro gol logo aos cinco minutos. Fagner recebeu de Renato Augusto pela direita e fez um ótimo cruzamento para Maycon, que apareceu na área e cabeceou sem chances para o goleiro Javi García - 1 a 0 Corinthians.

A equipe alvinegra nem parecia aquela que, no último sábado, assistiu ao Palmeiras, o seu maior rival, jogar tranquilo e vencer o clássico válido pelo Brasileirão por 3 a 0. Com muito mais disposição, o Corinthians jogou com Adson aberto pela direita, Willian pela esquerda e com Renato Augusto e Maycon dando trabalho para os argentinos pelo meio.

Nos primeiros 45 minutos, o time teve mais boas chances de ampliar. Adson apareceu bem por duas vezes, mas na primeira bateu fraco e na segunda foi travado na hora do chute. Renato Augusto chutou por cima uma outra boa chance e Willian fez ótima jogada, mas ninguém apareceu para empurrar a bola para o gol.

Do outro lado, o Boca Juniors sofria para fazer uma mísera jogada. Sua melhor chance surgiu aos 21, quando Medina cruzou rasteiro e Vásquez tentou de carrinho.

No intervalo, Filipe Almeida fez uma série de alterações que pioraram o time. Nos 45 minutos finais o time recuou, chamou o Boca Juniors para seu campo e correu riscos.

Se o Boca Juniors não conseguia nem assustar o goleiro Cássio, o Corinthians voltou a subir ao ataque para definir a partida. Aos 33 da segunda etapa, Maycon ganhou disputa no meio-campo e abriu na esquerda para Willian, que arrancou e deixou para Róger Guedes, que foi para a linha de fundo e bateu cruzado. No rebote, Maycon chegou com fôlego para estufar a rede e decretar o resultado final do jogo.

PRISÃO
Antes do jogo começar, um torcedor do Boca Juniors foi filmado imitando um macaco na divisa entre a torcida argentina e os corintianos. Identificado pelas autoridades, ele foi detido no intervalo da partida pela Polícia Militar e permaneceu em custódia. Após a partida, ele seria encaminhado ao 24º Distrito Policial (Ponte Rasa). Autuado em flagrante, ele responderá pelo crime de injúria racial (artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal brasileiro), que prevê reclusão de um a três anos e multa
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas